7 Relatos De VIDA APÓS A MORTE Verídicos

//7 Relatos De VIDA APÓS A MORTE Verídicos

Você tem medo da morte? Teme o que pode encontrar do outro lado? A vida após a morte é um mistério que fascina e nos assombra, ao mesmo tempo. É uma experiência irrevogável pela qual cada um de nós passará. Na qual iremos de encontro a nós mesmos e com aquilo que fizemos de nós mesmos. Tanto em termos positivos quanto negativos. Convido o(a) amigo(a) leitor (a) a ler o nosso artigo. A desvendar junto conosco os relatos de vida após a morte e da vida após a morte espiritismo!

Saber Mais

Relatos de vida após a morte

As experiências de quase morte (ou EQMs) referem-se ao tipo de vivência pela qual algumas pessoas têm contato com o outro lado da vida e retornam, por alguma razão.

Não se sabe ao certo o que desencadeia esse processo e qual a razão dele. Existem importantes estudos a respeito do assunto, principalmente, da parte de médicos como Dr. Moody e  o cardiologista holandês Pimm Vam Lommel, que escreveram livros baseados nessas experiências em ambiente hospitalar.

As pessoas que passam pela experiência e fazem relatos de vida após a morte revelam que normalmente há a presença de luzes, que desfrutam a habilidade de volitar ou de visitar outros lugares. Também afirmam, na maior parte das vezes, a presença de um Ser de Luz, de alto grau de elevação, que as ampara neste momento e com o qual até conversam. O que mais impressiona nestas experiências é que, quem volta de uma experiência de quase morte costuma voltar com os seus valores modificados, nutrindo uma nova visão pela vida, mais espiritualista e sem temer a chegada da morte, de fato.

Essas informações vão de encontro aos ensinamentos transmitidos na Doutrina Espírita pelos Espíritos Superiores, que mostram que a jornada humana não termina com o desenlace físico e que não estamos sós, nem durante a nossa estadia aqui na Terra, nem em outros planos da existência.

Vejamos agora, amigo (a) leitor (a), 7 relatos verdadeiros de vida após a morte, que surpreenderão vocês!

  1. Relatos de Vida após a morte – Paciente retorna do coma em hospital holandês e diz coisas que não poderia saber:

Um homem de 44 anos deixou perplexa toda uma equipe médica de um hospital holandês, especialmente a enfermeira que cuidava dele. Chegando ao plantão noturno em estado de coma e com cianose (pele e mucosas arroxeadas pela falta de oxigenação no sangue), o mesmo precisou passar pelo processo de intubação para garantir que sobrevivesse.

Ao realizar o procedimento, a enfermeira percebeu que ele utilizava dentaduras e as retirou, guardando-a em um carrinho de passagem, onde costumam guardar os pertences dos pacientes. Logo, o homem apresentou a normalização de seus batimentos cardíacos e de sua pressão arterial, mantendo-se ainda no coma.

Após uma semana de intubação na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), de súbito ele retoma a consciência e volta do coma. Sendo transferido para a área de cardiologia, ao ter contato com a enfermeira que cuidou dele no momento em que chegou ao hospital, ele afirma que fora ela quem tinha guardado as suas dentaduras e indicou com precisão até mesmo o lugar em que ela havia guardado, deixando-a assombrada.

2. Relatos de Vida após a Morte – O neurocirurgião, professor de Harvard, que esteve no Céu:

Dr. Eben Alexander, neurocirurgião que ministra aulas em Harvard, viveu uma situação curiosa em 2008. Acordando com uma dor de cabeça insuportável, foi levado ao hospital. Lá detectaram que ele estava com meningite bacteriana, que é uma doença incomum, que costuma atingir apenas bebês recém-nascidos. A bactéria causadora da doença havia entrado em seu cérebro pelo fluido espinhal, e estava causando danos severos ao mesmo, como o desligamento do córtex.

Relatos de Vida após a Morte

O neurocirurgião, professor de Harvard, que esteve no Céu

Os médicos discutiam se a continuariam ou não o tratamento, pois a chance de sobrevivência de Eben era praticamente nula. Depois de uma semana, ele recobrou a consciência e saiu do coma, afirmando com todas as letras que havia conhecido o Céu.

Detalhe: antes deste acontecido, ele era totalmente cético para estes assuntos. No relato do doutor, durante o período em que ele esteve em coma sua alma ficou em cima de nuvens rosadas, que faziam parte de um céu azul escuro. Pôde verificar também a presença de seres translúcidos de uma forma superior, não conhecida, que transitavam por ali. Além disso, ele teve a sensação de já estar ali há muito tempo, sem ter memória alguma de vidas anteriores.

Voltando à vida, esse acontecimento transformou a visão do Dr. Eben e ele chegou até mesmo a escrever um livro, falando a respeito da  Experiência de Quase Morte (EQM).

3. Relatos de Vida após a morte – A segunda chance de Lars Grael:

O medalhista olímpico brasileiro, Lars Grael, sofreu em 1998 um grave acidente que modificou o seu modo de pensar sobre a vida.  Quando velejava em Vitória, no Espírito Santo, foi atropelado por uma lancha. Acabou perdendo uma perna e muito sangue. Segundo ele, a vivência foi de uma morte rápida, pois seu coração havia parado de bater, e Lars sentiu que sua alma saía do seu corpo.

Relatos de Vida após a morte

A segunda chance de Lars Grael

De acordo com o medalhista, a sensação que se apoderou dele foi de leveza e de muita paz, além de sua dor ter diminuído. Mesmo retornando à vida, por breves segundos, ele teve uma segunda parada e teve novamente a sensação de sair de seu corpo.

Sobrevivendo ao acidente, o velejador mudou a sua visão de vida e adotou novos valores, priorizando as coisas simples, e a convivência com os entes amados.

4. Relatos de Vida após a morte – Revelações de Lucy:

 Lucy Luft viveu duas experiências de quase morte em sua jornada.  Pedagoga aposentada de 66 anos, Lucy conta que já sentiu a sua alma desligando-se do corpo em um acidente ocorrido em 1972, quando uma onda a empurrou de encontro às pedras do beira-mar, no Guarujá Paulista, e outra vez em um centro cirúrgico, em 1980.

No primeiro ocorrido, a pedagoga enfrentou uma batalha pela vida e pôde ver-se acima de seu corpo, e sentiu-se deslizando por um túnel de cor cinza que ficava cada vez mais claro, onde ela reviu todos os principais momentos da sua vida, erros e acertos. Ao final do mesmo, experimento enorme sensação de paz e tranquilidade e contemplou o seu salvamento por outras pessoas, que a conduziram a um pronto-socorro, onde foi devidamente socorrida.

Em 1980, ao realizar uma cirurgia plástica, Lucy e a equipe médica foram surpreendidas por um choque anafilático e uma parada cardíaca, mesmo a pedagoga tendo feito todos os exames pré-operatórios. Novamente ela teve a sensação de desligar-se momentaneamente de seu corpo e viu os médicos tentando trazê-la à vida, sentindo, inclusive, a preocupação de um deles.

Mesmo acreditando que ela já estava morta, eles fizeram o procedimento de massagem cardíaca e aplicaram a medicação devida, e Lucy voltou à vida. Guardando a memória de tudo o que tinha acontecido, ela contou ao médico, que não lhe deu crédito.

5. Relatos de vida após a morte – Vallerie e o seu encontro com um Anjo:

Este relato de vida após a morte está presente no livro: “Evidências de Vida após a Morte”. Neste Livro, o radioncologista Jeffrey Long, junto o escritor Paul Ferry, contam a história de uma jovem chamada Vallerie, que sofreu uma parada cardíaca durante uma cirurgia. Ela tinha apenas 17 anos na época.

Vallerie conta que visualizou um túnel e passou por ele. Viu partes de sua vida e fechou os olhos com força. Pôde ouvir alguém lhe dizer: “Abra os seus olhos”. Logo, viu-se em uma sala branca e viu espíritos nesta sala. Percebeu que suas mãos estavam translúcidas. Vallerie chorou, sem ter lágrimas.

Nesse instante, ela percebeu que um anjo de luz havia surgido. Veio para confortá-la, dizendo que ela estava fora de perigo. A jovem respondeu dizendo que não se encontrava pronta para morrer, e o anjo informou que sabia disso. Mostrou-lhe os médicos realizando o procedimento de ressuscitação cardiopulmonar em uma menina, processo esse que foi todo acompanhado por Vallerie sem ela compreender que ela era aquela menina. Logo, ela pôde sentir a sua consciência sendo “puxada” novamente para seu corpo, que ainda sentia dor.

6. Relatos de vida após a morte – Um índio curandeiro vivencia uma EQM:

Há relatos mais antigos acerca da experiência de quase morte. Neste em especial, um índio norte-americano de nome Alce Negro que viveu no período de 1863 a 1950 e era curandeiro teve uma experiência peculiar quando tinha 9 novos. Ele foi acometido de um colapso e os seu rosto, braços e pernas começaram a inchar. Nesta circunstância, ele chegou a ver dois homens descendo das nuvens e lhe dizerem que o avô dele o estava chamando. Mesmo lamentando a hipótese de ter de deixar os seus pais, Alce Negro subiu ao céu, encontrando um portal colorido.

Relatos de vida após a morte

Um índio curandeiro vivencia uma EQM

Nesse lugar, ele reencontrou seis antepassados e eles o presentearam com poderes de cura e de sabedoria. O jovem índio demorou em torno de duas semanas para recuperar a sua total consciência no corpo e mesmo assim, não conseguiu revelar de pronto tudo o que ele tinha experimentado, necessitando do concurso de outro curandeiro para poder rememorar tudo o que viveu durante aquele período.

7. Relatos de vida após a morte – Uma mulher e o seu encontro com Deus:

Um caso descrito no livro do Dr. San Parnia intitulado: “O que acontece quando morremos” (Ed. Larousse pág. 84-86) conta o relato de vida após a morte de uma mulher que, estando em sua residência, começou a ter um colapso e foi socorrida por um amigo, que a levou para um hospital, onde ficou internada. A razão da forte dor que ela sentia, na região abdominal, era proveniente de uma gravidez ectópica que foi interrompida e estava causando um sangramento interno.

Enquanto se encontrava no hospital, em dado momento ela se viu ao lado de seu corpo, ligada a ele por uma tênue “corda”. Sentiu também que havia uma presença ao lado dela na vida após a morte espiritismo, que a encorajou a ir, em sua companhia, a um lugar de luz, onde encontrou outros seres iluminados. Nesse lugar, na vida após a morte espiritismo, ela foi convidada e repensar a sua vida e como os seus erros feriam os outros. Não lhe foi dito claramente que estava morta, mas ela compreendeu que sim. Além disso, os Espíritos de Luz lhe informaram que ela estava grávida, fato que ela desconhecida, só que o espírito da criança havia desistido de nascer, em função de grandes traumas pretéritos.

A mulher explicou que era o desejo dela e de seu companheiro terem um filho e que lhe receberiam com muito amor, mas o ser que se encarnaria ainda não estava pronto para isso. E precisaria de mais paciência.

Ser de amor sublime

Nessa vivência, a paciente também teve contato com um Ser de Amor sublime que ela entendeu que seria Deus. Cuja presença não queria se apartar. Sentia se fundir a Ele. Ela sentiu grande pesar em morrer. Já que ela tinha um bebê de 18 meses e ela ficaria sozinha, caso ela partisse. Seu marido não estava lá. Ele a confortou e lhe disse que ela teria uma missão muito especial a fazer, quando os seus filhos crescessem.

Nesse ínterim, ela retornou à sala do hospital onde estava. Viu a equipe médica trabalhando para reanima-la. Retornando à vida após a morte espiritismo. Passados dois anos, ela teve outro bebê. Esse nasceu muito doente. Mas foi recebido com muito amor e carinho pelo casal. Edificando um lar de amor. Segundo ela, não há mais em seu coração o temor da morte. Ela tem certeza da sobrevivência da alma.

Vida após a Morte Espiritismo

Primeiramente, antes de falarmos um pouco sobre esse tema tão instigante à Luz do Espiritismo, desejo convidar você, caro (a) amigo (a) leitor (a), a ler o nosso artigo anterior. “Existe VIDA APÓS A MORTE? Saiba Como É A Vida Após A Morte Espiritismo”. Oferece o embasamento teórico-filosófico para este nosso estudo. Os ensinamentos sobre a vida após a morte Espiritismo nos explicam o que necessitamos saber. Para que a nossa “passagem” para um plano Maior possa ser feita de forma mais suave. Sem entraves à libertação de nossa alma.

Vida após a Morte Espiritismo

Quando deixamos o corpo físico, segundo a vida após a morte Espiritismo, não adentramos o mundo espiritual sozinhos; costumamos ser assistidos no momento da morte e logo após, por Espíritos evoluídos, simpáticos. Que auxiliam para que o processo de desligamento ocorra da melhor forma e o mais breve possível. Nos acolhem, ainda em estado de confusão de ideias. Conduzem-nos às Esferas de reabilitação. Essa informação pode ser comprovada, mesmo que não tenha ocorrido a morte definitiva, nas experiências de EQM. Ou relatos de vida após a morte. É interessante observar que a maior parte das experiências de quase morte são positivas. Mas existem, sim, algumas que são negativas (como as de suicidas, por exemplo).

Seres de Luz

O encontro com um Ser de Luz, que nos esclarece e nos conforta, é uma das muitas provas da grande misericórdia divina. Que não nos deixa ao desamparo em um momento tão importante na vida após a morte espiritismo. Quando prezamos pelo nosso aprimoramento moral, e nos esforçamos em praticar o bem e sermos pessoas melhores; adquirindo um maior capital intelectual e refinamos os nossos sentimentos pensamentos, mantendo-os em um padrão vibratório mais harmônico; fortalecemos a nossa afinidade com as Esperas espirituais superiores e teremos mais mérito para as galgarmos.  Isso facilitará o nosso processo de passagem. Tudo quando chegar o nosso momento de vivenciar a experiência da vida após a morte Espiritismo.

Conclusão

Não devemos temer a vida após a morte espiritismo. É importante que saibamos viver a nossa vida de uma forma proveitosa e salutar. Sem excessos de nenhuma natureza. Com o pensamento mais puro, ancorado na fé e nos princípios divinos transmitidos a nós pelo Mestre Jesus em seu Evangelho. A vida é eterna. Como já disse Divaldo Franco em uma de suas palestras, a vida é única e, sendo assim, não acaba com a morte do corpo físico.

Os relatos de vida após a morte espiritismo são a prova disso. É uma experiência pela qual mais cedo ou mais tarde passaremos. Cabe a nós cuidar para que esse momento seja mais sereno, sem grandes percalços. Em paz.

Pra finalizarmos, deixamos aqui uma mensagem de nosso saudoso Chico Xavier sobre vida após a morte espiritismo:

“Gostaria de dizer para você que viva como quem sabe que vai morrer um dia. Que morra como quem soube viver direito”. (Chico Xavier)

Gostou desse artigo? Continue nos acompanhando! Clique aqui para assinar e você irá receber notícias semanalmente, com o resumo dos principais pontos. Também iremos lhe enviar lições em áudio, dos audiobooks da Canoro com exclusividade para quem se cadastrar em nosso site.

Um grande abraço e boa leitura! Continue nos acompanhando por aqui.

shadow-ornament



Entrar Para O Grupo De Membros

 seta-direitaQuero Testar! Ouça Agora e Assine! - Novos artigos e lições transformadoras!!

trofeuSou Leonardo, idealizador do Blog Canoro e quero reiterar meu convite.
Além dos artigos do blog, que são baseados nas dúvidas da nossa comunidade, temos artigos espíritas em áudio também, trechos dos livros de Allan Kardec.

  • Toda segunda-feira um resumos dos novos artigos do Portal Espírita Canoro.
  • Lições exclusivas de livros de Allan Kardec em áudio.

Conhecimento, Evolução, Aprendizado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

arrow
shadow-ornament


Referências:

  • Ultracurioso
  • Revista Galileu
  • Megacurioso

 

0 votes
2017-03-21T15:58:10+00:00
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Reforma Íntima DEFINITIVO