Como as lembranças de vidas passadas ajudam a entender o que é reencarnação

//Como as lembranças de vidas passadas ajudam a entender o que é reencarnação

No universo espírita, um tema que parece nunca esvair-se é a reencarnação. Não importa o quanto você já estudou e conhece sobre a Doutrina. Ou há quantos anos frequenta uma Casa Espírita. Sempre haverá enorme curiosidade sobre os processos reencarnatórios, suas funções e particularidades. Uma das grandes dúvidas sobre esse assunto tão importante é como as lembranças de vidas passadas ajudam a entender o que é reencarnação. Já que essas lembranças não se manifestam da mesma forma em todas as pessoas.

No artigo de hoje, abordaremos um pouco mais sobre a reencarnação e seus diversos tipos, além de discutirmos sobre as lembranças de vidas passadas e os motivos que fazem com que alguns consigam recordá-las com clareza e outros, nem tanto. Como sempre, os temas serão apresentados através da Codificação Espírita e dos ensinamentos que os Espíritos nos trouxeram.

Falaremos, ainda, sobre a Lei do Esquecimento e perispírito: definições essenciais para compreendermos um pouco mais sobre os processos reencarnatórios e, consequentemente, sobre nossa trajetória atual, partindo da verdade de que essa é apenas uma, de uma larga e diversa quantidade de existências que temos e possivelmente teremos como espíritos encarnados neste planeta. Boa leitura!

Saber Mais

O que significa reencarnar?

O médium mineiro Chico Xavier é o autor de várias frases célebres e esclarecedoras. Numa delas, ele nos diz: “Já vivemos muitas vezes. Estamos com as pessoas certas, para ajustarmos nossos corações e solucionarmos nossos problemas. Na reencarnação, ninguém erra de endereço”. Ao partirmos dessa definição – tão simples e, ao mesmo tempo, tão complexa – que nos presentou Chico Xavier, fica mais fácil entender o que é reencarnar e a relação com as lembranças de vidas passadas.

A reencarnação é uma ferramenta evolutiva. Reencarnar, como a palavra diz, é encarnar outra vez. Ou seja, quando um espírito reencarna, ele deixa o plano espiritual e nasce na Terra, com um corpo físico, uma família, uma cidade e um lar de origem. Reencarnar é receber a oportunidade de vivenciar outra história, reencontrar e encontrar pessoas, fortalecer laços e redimir culpas e dívidas antigas.

O que significa reencarnar?

No Espiritismo, é comum escutarmos que temos as condições que merecemos e necessitamos. Em outras palavras, tudo o que acontece em nossa trajetória atual é resultado do que já fizemos em outras vidas e ocorre de acordo com nosso merecimento e  com as lições que ainda devemos aprender para seguirmos nossa evolução espiritual.

As reencarnações são eventos planejados: seja por nós, seja por nossos guias espirituais. Entre uma reencarnação e outra, os espíritos são chamados de “espíritos errantes”. Quando encarnamos, apagamos momentaneamente nossas lembranças de vidas passadas e damos início a uma nova jornada, com outro corpo e outra aparência. Mas a mesma essência espiritual.

Os tipos de reencarnação e as lembranças de vidas passadas

Para reencarnar, os espíritos passam por um processo preparatório. Esse processo é bastante similar para a maioria dos espíritos. Mas existem algumas especificidades que variam de acordo à evolução de cada ser. Apresentaremos adiante as particularidades de cada tipo de reencarnação, tendo como base fundamental o Livro dos Espíritos, organizado por Allan Kardec, o fundador do espiritismo. Cada tipo de reencarnação está intimamente relacionada às lembranças de vidas passadas, como veremos a seguir.

Reencarnação planejada ou proposta

Na reencarnação proposta, também chamada de reencarnação planejada, o espírito decide, por sua própria vontade, reencarnar na Terra e, após essa decisão, recebe a ajuda de seus mentores e guias espirituais para planejar sua próxima jornada como um ser encarnado. Os motivos que levam o espírito a encarnar na Terra podem ser muito variados. Mas geralmente têm a ver com a necessidade de seguir evoluindo. De acordo com O Livro dos Espíritos, não há maneira mais eficaz de evolução do que viver uma nova reencarnação.

Os tipos de reencarnação e as lembranças de vidas passadas

Quando um espírito reencarna dessa maneira pode ter maior possibilidade de ver com mais clareza as lembranças de vidas passadas, especialmente no período da infância. Não são raros os casos em que crianças se lembram dos motivos que a fizeram reencarnar ou mesmo qual relação tiveram com seus pais em outras existências. É preciso ter em mente que essa não é uma regra e a tendência mais comum é a de que não nos lembremos de nosso passado.

Reencarnação compulsória

A reencarnação compulsória é praticamente o oposto da reencarnação planejada. Isso acontece porque a reencarnação compulsória se dá sem a concordância prévia do espírito. Esse tipo de reencarnação é direcionado essencialmente para espíritos cujo grau de evolução moral ainda é pouco elevado. São seres muito apegados à matéria, que se recusam – ou ignoram – o sentido espiritual de sua própria existência.

Esses seres que, muitas vezes, possuem grande quantidade de vícios e baixa vibração moral, têm grande perturbação e, por isso, não conseguiriam analisar suas trajetórias com clareza. Dessa forma, são os guias e mentores espirituais quem decidem os detalhes da reencarnação desse ser, já que, por possuírem faltas graves, ainda não são agraciados com a liberdade de escolha.

Nesse processo reencarnatório, as lembranças de vidas passadas costumam ser ainda menos lembradas que em outros processos, já que, como vimos, o espírito não participa do planejamento de sua próxima vida. Além disso, nesses casos, lembrar com clareza do passado seria mais prejudicial que benéfico, já que, provavelmente, o espírito acumula mais dívidas que méritos nesse momento.

Reencarnação Livre

Esse tipo de reencarnação é restrita a espíritos com um altíssimo grau de evolução e pureza. Esses seres, por não terem vícios e débitos a serem quitados, têm plena liberdade de escolha e, quando encarnam na Terra, vêm com um propósito, uma missão. Nesses casos, as lembranças de vidas passadas são vistas com mais clareza e o espírito encarnado tem a consciência de quem já foi, o que já fez e onde esteve em experiências anteriores.

As lembranças de vidas passadas são necessárias para a vida atual?

A resposta para essa pergunta, certamente, é: não. Não é essencial para nossa encarnação atual que saibamos com clareza quais as lembranças de vidas passadas trazemos em nossa bagagem espiritual. Isso acontece por um motivo, descrito na chamada Lei do Esquecimento, que nos diz que desconhecer nossas trajetórias anteriores não é algo que acontece por acaso. Mas, como tudo, tem um propósito e um sentido.

No Livro dos Espíritos, em resposta à pergunta 392, nos é explicado. : “O homem não pode nem deve saber de tudo. É o que Deus, em sua infinita sabedoria, quer de nós. Se não fosse pelo véu que oculta certas coisas, o homem seria facilmente deslumbrado, como quem passa da luz à escuridão. Graças ao esquecimento, o homem pode ser ele mesmo”.

As lembranças de vidas passadas são necessárias para a vida atual?

Os ensinamentos continuam. “Se nos lembrássemos de nossas vidas anteriores, nossa evolução seria mais difícil, já que seríamos capazes de reconhecer nossos antigos adversários e vítimas, renasceriam rancores e continuaríamos tropeçando. O esquecimento é uma ferramenta de evolução espiritual”.

Muitas vezes, como já dissemos acima, as crianças costumam ter fortes lembranças de vidas anteriores. Médiuns e empatas também. Se isso acontece de forma natural, é porque, nesse caso específico, as lembranças têm um sentido. Também fazem parte do processo evolutivo desses seres. Por outro lado, aqueles que buscam essas memórias em sessões de regressão apenas por curiosidade acabam entrando em um universo perigoso. Ao qual nem sempre estamos preparados para ingressar.

O perispírito e as lembranças de vidas passadas

Se você estuda a Doutrina Espírita, provavelmente já está familiarizado ou familiarizada com o termo perispírito, não é verdade? Mas o que o perispírito tem a ver com as lembranças de vidas passadas? É o que vamos discutir agora.

O perispírito é o elo entre o corpo físico e o espírito. Segundo Kardec, “O laço ou perispírito, que une o corpo e o Espírito, é uma espécie de envoltório semimaterial. A morte é a destruição do envoltório mais grosseiro. O Espírito conserva o segundo, que constitui para ele um corpo etéreo, invisível para nós no estado normal. Mas que pode se tornar acidentalmente visível e mesmo tangível, como sucede nas aparições” (O Livro dos Espíritos, Introdução).

O perispírito e as lembranças de vidas passadas

Para entender a relação entre o perispírito e as lembranças de vidas passadas, basta pensarmos no perispírito como um grande arquivo de uma biblioteca. Cheia de dados e livros armazenados. Cada um de nós temos um arquivo, onde colocamos nossas experiências, nossas ações, nossos pensamentos enquanto espíritos encarnados e desencarnados. Nesse arquivo, ficam armazenados nossos méritos e nossas falhas, assim como nossas aparências e trajetórias em cada vida que tivemos.

Em outras palavras, o perispírito abarca nossas lembranças de vidas passadas e podemos dizer que é o responsável por não perdermos nossas memórias e nossa identidade espiritual. Quando deixamos nosso corpo atual, somos essencialmente espíritos e, nesse momento, conseguimos nos lembrar de tudo aquilo que é necessário. Com mais clareza do que quando estamos encarnados.

Se não me lembro, como posso evoluir?

Muitos de nós, irmãos de ideal, ainda têm dúvidas sobre como podemos suportar uma existência cheia de provas resultantes de outras vidas. Mesmo sem nos lembramos de quem fomos ou dos atos que praticamos. Ou seja: é justo viver uma vida para passar por provas de outras das quais até já nos esquecemos?

Para responder a essa indagação, muito comum em nossas mentes e inquietações, basta pensarmos que não somos um corpo com um espírito. Mas, sim, um espírito – eterno – que está momentaneamente em um corpo. Nossa trajetória é muito maior do que a que nossa mente, ainda imperfeita, alcança raciocinar.

Se ainda não ficou fácil entender a Lei do Esquecimento e a evolução. Apliquemos o mesmo raciocínio em nossa vida atual. Nós, adultos, não conseguimos nos lembrar de tudo o que vivemos desde que nascemos até hoje, não é verdade? Ainda assim, somos resultados de nossas escolhas e atos passados.

Allan Kardec, na Codificação Espírita, nos diz, através dos guias, que, embora não nos lembremos de tudo aquilo que vivemos em vidas passadas, temos a intuição a respeito de pessoas; lugares e posturas a tomar. Você já sentiu empatia por alguém logo quando se conheceram? E o contrário: já sentiu que não tem afinidade com alguém sem mesmo conhecê-lo tão bem? Tudo isso pode ser intuições de vidas e experiências passadas.

Se não me lembro, como posso evoluir?

Pessoas mais sensíveis – os chamados empatas – têm essa intuição ainda mais aflorada, resultado de experiências e lembranças passadas. Estar atento ao que nossa intuição nos diz é uma das melhores ações que podemos tomar. Já que essa intuição é, na maioria das vezes, uma interação com nossos guias e mentores. São eles quem nos protegem e nos ajudam a não sucumbir em nossas provas e expiações atuais.

Se você tem curiosidade sobre as lembranças de vidas passadas que fazem parte do seu caminho espiritual, não se preocupe. Essa curiosidade é normal e está presente na vida de muitos de nós, espíritas ou não. O importante é tomarmos cuidado para que essa curiosidade normal não se transforme em obsessão, o que nos prejudicaria muito. O ideal é focarmos em nossa evolução. Sempre atuando conforme o bem e o amor ao próximo e fazendo sempre o que nos dita nossa consciência.

O artigo de hoje foi útil para você? Esperamos que sim! Para receber as novidades de outros artigos como esse, inscreva-se no nosso canal. Se você se interessa por outras formas de estudo e aprendizado, conheça nossos audiobooks! Neles, você encontra lições e livros espíritas em áudios e poderá estudar enquanto dirige, caminha ou realiza outra atividade.

Nos vemos em breve!

shadow-ornament



Entrar Para O Grupo De Membros

 seta-direitaQuero Testar! Ouça Agora e Assine! - Novos artigos e lições transformadoras!!

trofeuSou Leonardo, idealizador do Blog Canoro e quero reiterar meu convite.
Além dos artigos do blog, que são baseados nas dúvidas da nossa comunidade, temos artigos espíritas em áudio também, trechos dos livros de Allan Kardec.

  • Toda segunda-feira um resumos dos novos artigos do Portal Espírita Canoro.
  • Lições exclusivas de livros de Allan Kardec em áudio.

Conhecimento, Evolução, Aprendizado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

arrow
shadow-ornament


Referências:

  • O Livro dos Espíritos
  • A Gênese
  • Ação e Reação

 

0 votes
2017-08-14T16:16:31+00:00
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Reforma Íntima DEFINITIVO