Como DESCOBRIR SEU CARMA de Vidas Passadas, Segundo O Espiritismo?

//Como DESCOBRIR SEU CARMA de Vidas Passadas, Segundo O Espiritismo?

Se você está passando por um problema que te aflige com muita freqüência, imagino que deve ter dúvidas sobre o motivo de tanto sofrimento. Provavelmente já ouviu falar sobre Carma de vidas passadas  e você deve tem a necessidade de saber como descobrir seu carma. Não é mesmo? Quem sabe assim poder contrabalançar e diminuir seu carma.

Neste artigo vamos discutir, além de como descobrir seu carma, também veremos:

  • O que significa Carma;
  • A diferença entre Carma de vidas passadas e Lei de Causa e efeito;
  • Existe Carma de vidas passadas e porquê?
  • É possível diminuir o Carma?

No final você vai saber identificar e simplificar essa Lei Universal para garantir o bom progresso de sua alma e melhorar sua vida terrena.

Carma ou Karma? E o que significa?

O nome Karma, também escrito Carma tem origem do sânscrito Karmam, que significa ação. Esse termo veio das doutrinas hinduísta e budista e foi adotado posteriormente também por outras doutrinas, como o espiritismo.

carma ou karma - o que significa

carma ou karma – o que significa

Na doutrina espírita, Allan Kardec não menciona em nenhum momento a palavra Carma. O termo foi mencionado posteriormente em outras obras espíritas psicografadas por médiuns. Na visão do espiritismo todo o ser humano, que é um espírito encarnado, carrega em suas encarnações as conseqüências de suas atitudes, sejam boas ou más.

Mesmo assim, muitos espíritas introduziram o termo Carma para se referir sobre a evolução espiritual de cada indivíduo e saber como descobrir seu carma para assim conseguir ressignificá-lo.

– Carma de vidas passadas ou lei de causa e efeito?

Podemos dizer que o carma de vidas passadas e a lei de causa e efeito possuem o mesmo significado, apenas com nomes diferentes. No espiritismo se diz que a lei de causa e efeito significa que cada ação sua terá uma reação de igual teor, seja na mesma vida ou de encarnações anteriores. Divaldo Franco explica de forma simples. “Tudo aquilo que tem um efeito, provém de uma causa equivalente”.

O sofrimento e as aflições que temos em nossa existência presente são resultado de nossa conduta na vida anterior. Cometemos faltas e assim acabamos pagando a dívida de nossos males. Devemos entender o carma de vidas passadas como uma nova oportunidade de fazer o certo, de reescrever nossas atitudes e nossos pensamentos. Nossa consciência continua existindo após a morte da matéria, carregando as virtudes e os defeitos para uma nova reencarnação, com o intuito de progredir. “Onde o indivíduo vai, também assim a sua consciência e a consciência é o juiz, é o advogado, é o promotor, mas é também a testemunha, a testemunha severa que lhe aponta o erro,” enfatiza Divaldo Franco.

Existe carma de vidas passadas?

Entendemos como carma de vidas passadas ações de maldade que fizemos em encarnações anteriores e que na vida presente iremos encontrar situações parecidas para resolvermos de forma bondosa. Esse acontecimento é chamado no espiritismo de provas e expiações.

existe carma de vidas passadas

existe carma de vidas passadas

O destino somos nós que criamos, podemos escolher acertar ou não dentro da nova oportunidade, retardando ou acelerando nossa evolução. É o livre-arbítrio entrando em cena. A bondade de Deus nos permite evoluir de acordo com nossa velocidade interior, nós escolhemos sofrer ou não sofrer. Escolhemos consertar o carma de vidas passadas ou errar novamente.

O que acontece é que passamos por algumas provações para desafiar nosso conhecimento, para superarmos nossos limites como alma, para internalizar aquela vivência e dessa forma acontecer o progresso do espírito.

Carma como reequilíbrio / resgate

O carma de vidas passadas serve para que o equilíbrio da alma seja recuperado dos atos errados e maldosos de algum passado. Pode durar uma encarnação inteira ou várias encarnações dependendo da intensidade do desequilíbrio causado.

No espiritismo o termo carma de vidas passadas não é utilizado pelo fato de fazer analogia a algo irredutível, com um fim previsto. Isso leva a crer que o sofrimento é algo premeditado, quando na verdade o que acontece, como falamos anteriormente, é a vivência das provas e expiações, onde todos os acontecimentos da vida de alguém vão depender do ato que ele mesmo provoca.

O pensamento de carma de vidas passadas acaba levando o homem a pensar que não precisa fazer nada, de que deve ficar estagnado, já que tudo vai acontecer de qualquer maneira. O que é um engano, já que nossa evolução depende de nossas ações, por isso devemos sempre ter bons atos, para que passemos pelas provas da vida com nota alta.

Possuindo o livre arbítrio, nós seres humanos, podemos escolher nos esforçarmos e melhorar nossas condutas para atingir a perfeição e assim sermos perdoados de nossa expiação. Nós sempre progrediremos, nunca haverá um retrocesso, apenas uma estagnação na evolução, caso seja a escolha da pessoa.

No Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, na questão 132 diz:

132 – Qual é o objetivo da encarnação dos Espíritos?

Resposta: A Lei de Deus lhes impõe a encarnação com o objetivo de fazê-los chegar à perfeição. Para uns é uma expiação; para outros é uma missão. Mas, para chegar a essa perfeição, devem sofrer todas as tribulações da existência corporal: é a expiação. A encarnação tem também um outro objetivo: dar ao espírito condições  de cumprir sua parte na obra da criação. Para realizá-la é que, em cada mundo, toma um corpo em harmonia com a matéria essencial desse mundo para executar aí, sob esse ponto de vista, as determinações de Deus, de modo que, concorrendo para a obra geral, ele próprio se adianta.

 

Por que existe Carma/expiação?

Conhecimento, Evolução, Aprendizado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

Temos que ter em mente que se não levarmos em consideração a palavra carma como um castigo de Deus, mas interpretarmos como um retorno daquilo que emitimos, podemos dar o nome de carma. Porém, no espiritismo o termo correto é a lei de causa e efeito ou provas e expiações.

por que existe carma

por que existe carma

Para respondermos a pergunta por que existe carma, devemos analisar sobre o que é a justiça divina. Onde estaria a justiça, se não respondêssemos pelos nossos atos? Qual seria a lógica se fizéssemos o mal para alguém e recebêssemos somente o bem?

A pesquisadora espírita Therezinha Oliveira reflete sobre o assunto:

“a lei de causa e efeito mostra que cada um recebe conforme suas obras, vemos aí um grau de merecimento. Então a pessoa que está na vida agindo ela tem livre-arbítrio relativo, a que Deus lhe concede dentro da sua capacidade. Ela age livremente e deve conhecer os efeitos do que praticou”.

Costumamos ouvir aquela frase: você colhe o que você planta, que na verdade é uma frase bíblica. O pesquisador bíblico, Severino Celestino comenta que Jesus diz na bíblia que a cada um será dado segundo as suas obras e completa:

“Paulo fala nas suas cartas, na carta aos gálatas, no capítulo 6, versículo 7, que diz assim: de Deus não se zomba, tudo o que o homem planta, isto também colherá, se plantar da carne, colhe da carne, se plantar em espírito, colhe em espírito.”

Lei de Causa e Efeito / Ação e Reação

Essa frase se encaixa na resposta sobre por que existe carma e se baseia na lei de causa e efeito. Podemos escolher plantar o bem ou o mal. Ninguém nos obriga a fazer qualquer coisa que seja. Somos totalmente racionais e conscientes de nossos atos, diferente dos animais. Por isso se fizermos algo errado foi porque tivemos vontade e consciência daquele ato e, dessa forma, iremos colher conforme plantamos.

Não existe um destino detalhado para cada um de nós, o único fim igual para todos é a evolução e o progresso. Entendamos então, que desde que seja pelo caminho do bem, não importa de que maneira você consiga evoluir.

Por que existe carma? Existe com o objetivo de nos moldar para o bem e nos auxiliar a aprender com as experiências ruins e assim alcançarmos a plenitude.

Como descobrir seu carma, é possível?

Tudo é carma na vida, seja algo que aconteça de positivo ou de negativo. Na maioria das vezes nossas encarnações tem o objetivo de proporcionar a correção de nossos erros, e é assim que acontecem as situações cármicas para nos provar. Mas existem também as situações maravilhosas que passamos que são resultado de longas provações que você conseguiu passar. São os carmas positivos.

como descobrir seu carma

como descobrir seu carma

É possível saber como descobrir seu carma se observar as pessoas ao seu redor e a relação que possui com elas e se perceber as situações que estão sempre se repetindo em sua vida e olhar pra elas com vontade de curar, seja determinada relação pessoal ou situação de vida.

Todos nós enfrentamos problemas, perdas, dificuldades ou sofremos angústias em algum momento da vida, em maior ou menor grau. Existem várias formas de saber como descobrir seu carma.

Como descobrir seu carma através de sinais e situações da vida

Os sinais podem ser:

  • Problemas de saúde;
  • Sofrer um acidente;
  • Perder coisas ou pessoas;
  • Ter menos afinidade com um filho do que com o outro;
  • Detestar ou ter muita dificuldade para se relacionar com alguém da família ou muito próximo;
  • Pessoas que nascem com problemas mentais, doenças graves ou degenerativas;

As situações desconfortáveis que acontecem em sua vida de forma sistemática podem ser sinais ou respostas de como descobrir seu carma.

No livro “Divaldo Franco responde – Volume 2”, diz que:

“as provas ou provações são testes de avaliação do nosso desenvolvimento intelecto-moral; as expiações são imposições da lei ao endividado, àquele rebelde que não se quer reabilitar”.

Ainda no livro, respondendo à pergunta sobre quais são as expiações, Divaldo responde:

“as enfermidades degenerativas, os dramas teratogênicos (teratogenia: produção de monstruosidade), as deformações de caráter, as enfermidades infectocontagiosas muito graves, com as antigas sífilis, a tuberculose, a lepra, e hoje a Aids, que a maioria contrai por invigilância, por desrespeito aos códigos de ética e de honradez”.

Já falando sobre as provas,

“são os incidentes normais, as pequenas contrariedades, as dores, os desajustes familiares, afetivos e sociais”, enfatiza Divaldo.

De forma que não existindo uma fórmula que nos mostre “como descobrir seu carma”, a forma que temos de “como descobrir seu carma”, é avaliando as expiações pelas quais passamos.

 

É possível diminuir o Carma?

Conhecimento, Evolução, Aprendizado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

Às vezes você sente que Deus não é justo? Pensa que Ele castiga as pessoas?

Como seres humanos imperfeitos que somos é normal termos um sentimento de não entendimento perante os desígnios divinos. São complexos demais pra nós.

Cabe a nós pensar que Deus não decreta ruínas para nós. É como Jesus afirmou que o Pai não quer a morte do pecador, mas a morte do pecado. Sendo assim, é possível diminuir o carma?

é possível diminuir o carma

é possível diminuir o carma

Se soubermos administrar nossos sofrimentos, se interpretarmos como uma benção divina que quer nos mostrar o caminho, que quer despertar o divino que há dentro de nós, perceberemos que tudo é um presente, que todo problema é um presente de Deus que quer nos fazer tirar a venda dos olhos e do coração para a verdadeira VIDA E ILUMINAÇÃO.

Ainda no livro “Divaldo Franco responde -Volume 2”, encontramos respostas que nos dizem como é possível diminuir o carma. Lá Divaldo responde que é indispensável fazer o bem, não importa a quem. E que esse bem conta como ponto positivo na contabilidade de nossas ações, anulando o mal que praticamos a alguém. Por isso Jesus disseminava o amor e o perdão, que são os principais pilares da evolução.

A reabilitação só depende de nós

Nós passamos por três fases para nos reabilitar: arrependimento, expiação e reparação. Assim como na vida terrena, na vida espiritual também só alcançamos a conquista depois de muito esforço.

Por exemplo, você só vai passar em um concurso quando se esforçar além do normal, fizer renúncias e sacrifícios.

Assim é no progresso espiritual. Para reparar os erros do passado é preciso fazer sacrifícios e renúncias na vida presente.

Neste artigo, você entendeu como funciona o carma ou lei de causa e efeito e como você pode lidar com ele, aprendeu que é possível diminuir o carma, conforme as suas ações. Tudo depende de você. Temos o poder de mudar nosso destino para melhor. Basta aceitarmos e enxergar da melhor maneira os acontecimentos a nossa volta.

Para receber mais artigos como este e também lições dos audiobooks da Canoro em primeira mão, assine nossa newsletter.

Conhecimento, Evolução, Aprendizado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

Um grande abraço,

REFERÊNCIAS
  • HTTP://WWW.ESPIRITUALISMO.INFO/KARMA.HTML
  • HTTP://ESPIRITISMOLUZ.BLOGSPOT.COM.BR/2010/06/O-KARMA.HTML
  • HTTPS://WWW.YOUTUBE.COM/WATCH?V=U-BDE7DCXQW
  • HTTP://WWW.INSTITUTOCHICOXAVIER.COM/INDEX.PHP/INFORMATIVO/O-QUE-E-O-ESPIRITISMO-2/1604-CARMA-DESTINO-E-LIVRE-ARBITRIO-NA-VISAO-ESPIRITA
  • HTTP://WWW.SISTEMAS.FEBNET.ORG.BR/SITE/AZ/AZ-VOCABULOS-E-CONCEITOS.PHP?CODVOC=1130&L=3&BUSCA=&CODLIVRO=
  • HTTPS://ESTUDOESPIRITUALISTA.ORG/2013/11/30/HA-KARMA-PARA-O-ESPIRITISMO/
  • HTTP://WWW.SBEE.ORG.BR/REENCARNACAO/DOUTRINA-DOS-ESPIRITOS/PRINCIPIOS/REENCARNACAO
  • HTTP://OBLOGDOSESPIRITAS.BLOGSPOT.COM.BR/2011/08/O-CARMA-NO-ESPIRITISMO.HTML
  • HTTPS://WWW.YOUTUBE.COM/WATCH?V=G3OHY98D8HI
  • HTTP://WWW.LUZDASERRA.COM.BR/KARMA-CADA-UM-COM-O-SEU
  • HTTPS://WWW.YOUTUBE.COM/WATCH?V=E70ZSOXECJU
  • LIVRO DIVALDO FRANCO RESPONDE – VOLUME 2 – ORGANIZADO POR CLAUDIA SAEGUSA
5 votes
2018-10-03T15:18:11+00:00

New Courses

Informações para Contato

Rua Joaquim Batista Junior, 179 / 201, Názia, Vespasiano - MG

Mobile: +55.31.99696-4049

Web: Canoro Audiobook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Reforma Íntima DEFINITIVO