Como lembrar de vidas passadas não é essencial para nossa trajetória

//Como lembrar de vidas passadas não é essencial para nossa trajetória

Todos nós que reconhecemos a reencarnação como um processo natural sabemos que a trajetória dos espíritos não se limita a apenas uma vida no plano terrestre. Para nossa evolução, reencarnamos diversas vezes neste planeta, que é um espaço de provas e expiações. Pensando nisso, muitos de nós já tivemos a curiosidade em saber quem fomos em outras vidas e como lembrar de vidas passadas. No artigo de hoje, vamos pensar e refletir sobre como lembrar de vidas passadas não é essencial para nossa trajetória.

Se bem é verdade que nossas vidas anteriores tiveram e têm muita importância no ser que somos hoje, seria necessário – e proveitoso – nos lembrarmos de tudo o que já nos aconteceu em outras vidas? Como iriamos reagir neste plano sabendo quem fomos em outras existências e quais foram as nossas relações familiares, românticas, de amizade? Como reagiria a nossa consciência se nos lembrássemos de todos os nossos erros e de todas as vezes que, mesmo sem querer, magoamos ou ferimos alguém?

No artigo de hoje, tentaremos discutir e chegar a essas respostas. Sempre baseando-nos no que a Codificação Espírita nos ensina sobre o tema, para, desse modo, sabermos se vale a pena alimentar nossa curiosidade em descobrir o contexto de nossas existências anteriores ou se o melhor é dedicarmos nossa energia para trabalharmos nossa reforma íntima e sermos a nossa melhor versão na vida atual. Boa leitura!

Saber Mais

O que são vidas passadas?

Antes de discutirmos sobre como lembrar de vidas passadas não é essencial, precisamos entender o que quer dizer o termo “vidas passadas” de acordo com a Doutrina Espírita. Para isso, é necessário compreender a ideia de reencarnação. Reencarnação quer dizer “renascer na carne”, ou seja, é o renascer do espírito no plano material.

O que são vidas passadas?

Allan Kardec, o fundador do espiritismo é o responsável por trazer luz à Codificação Espírita. Utiliza o termo reencarnar para explicar o fato de que os espíritos têm uma pluralidade de existências. Neste e em outros planos materiais, além do universo espiritual. Em O Livro dos Espíritos, em resposta à pergunta 166, os guias nos explicam que, para um espírito se purificar – ou seja, se tornar puro e feliz –, é necessário um caminho longo e esse caminho é feito por várias provas materializadas em novas existências físicas.

Sobre as vidas passadas, assim nos diz O Livro dos Espíritos. “Todos nós temos muitas existências. Em cada existência, o espírito dá um passo no caminho do progresso, até que, liberto de todas as impurezas, já não necessita uma nova vida corpórea”. Vidas passadas são, portanto, as existências que tivemos antes da vida atual, na Terra e em outras moradas da casa do Pai.

Por que existem reencarnações?

A ideia de morrer e regressar à Terra como “outra pessoa” e em outro corpo pode causar certo desconforto. Além de medo em muita gente. Livra-nos desse desconforto é essencial para entender como lembrar de vidas passadas não é essencial. Nós, irmãos de ideal espírita, por outro lado, enxergamos essa realidade com mais otimismo e naturalidade: a reencarnação é uma forma de “nascer, morrer, voltar a nascer e progredir sempre, tal é a lei”. Em outras palavras, a reencarnação é uma oportunidade que nós, seres em evolução, temos para corrigir erros do passado, trabalhar nossa reforma íntima, crescer no bem e, assim, evoluirmos espiritualmente rumo à felicidade plena.

Por que existem reencarnações?

Segundo a codificação trazida com o intuito de auxiliar a todos nós que estamos encarnados na Terra. A reencarnação é uma ferramenta necessária a todos os espíritos em evolução. “Segundo nos disseram os Espíritos, a alma que não alcançou a perfeição na vida corpórea acaba de se depurar, suportando a prova a de uma nova existência. É sempre necessário passar por várias existências corporais” (Livro dos Espíritos, cap. IV).

Por esse viés, a reencarnação faz parte de nossa trajetória como espíritos. A cada existência física, suportamos provações e expiações, de modo que, a cada vida e a cada corpo, crescemos enquanto espírito. De acordo com os ensinamentos trazidos por Kardec, um espírito, quando encarnado, pode evoluir (o que é o mais natural e esperado) ou permanecer no mesmo nível de evolução, jamais voltar a um nível inferior. Em A Gênese, os espíritos esclarecem, pois, que a reencarnação não é um castigo ou uma punição. Mas algo inerente a todos nós.

“A cada existência, o espírito dá um passo no caminho do progresso. Quando se despejou de todas as impurezas, ele não tem mais necessidade das provas da vida corporal”. Por esse pensamento, é através de várias vidas sucessivas que o espírito se torna puro. “Em sua evolução natural, depois de passar por sua última encarnação, o espírito se transforma em um espírito bem-aventurado, puro” (O Livros dos Espíritos, cap. IV).

Dúvidas frequentes sobre reencarnação e vidas passadas

Os temas “vidas passadas”, “reencarnação” e “como lembrar de vidas passadas não é essencial” são temas importantíssimos no universo da Doutrina Espírita. Para falar sobre eles da melhor forma possível, é fundamental entendermos certas características do espiritismo. Afinal, espiritismo é uma ciência? É uma religião? Uma filosofia? Bem, o espiritismo é tudo isso. A definição de Allan Kardec é a de que o espiritismo é uma ciência que une filosofia e religião na tentativa de estudar a natureza e o destino dos espíritos.

É verdade que o espiritismo não tem um rito ou um templo, como a maiorida das religiões “tradicionais”, mas, por ter valores cristãos e pregar certas condutas pautadas na caridade e no bem, é, sim, uma doutrina de cunho religioso. Com isso em mente, passemos a algumas dúvidas frequentes sobre reencarnação e vidas passadas, respondidas com base na Codificação Espírita.

como lembrar de vidas passadas não é essencial

– Todos os espíritos vivem o mesmo número de reencarnações? Não. O número de reencarnações depende de como acontece o progresso moral desse espírito. Alguns demandam mais provas e mais expiações e, por isso, vivem mais experiências como espíritos encarnados.

– Todas as reencarnações acontecem na Terra? Não. A Terra é apenas um dos espaços que existem. Não é o primeiro nem o último lugar no universo. Mas é um dos mais imperfeitos, com provas mais difíceis e mais imperfeições.

– O que acontece com o espírito depois de sua última encarnação? Após tantas encarnações – na Terra e em outros espaços – o espírito se torna puro, perfeito e verdadeiramente feliz.

Como lembrar de vidas passadas não é essencial

Agora que já entendemos o conceito e as características das reencarnações, é mais fácil compreendermos como lembrar de vidas passadas não é essencial. Uma reencarnação não é um fenômeno que se dá ao acaso. Quando estamos na nossa verdadeira casa – o plano espiritual – temos a oportunidade de planejar nossa próxima vida, com base no que temos que aprender e em nosso merecimento.

Por esse viés, sabemos que a família e o lugar onde nascemos são frutos de nossas próprias escolhas e têm uma função dentro de nossa evolução espiritual. Mas então por que não nos lembramos de nada disso quando nascemos? Ao nascer neste mundo, passamos por uma espécie de limpeza de consciência, através da qual nos esquecemos de nossas vidas passadas e desse planejamento que fizemos antes de nascer.

Como lembrar de vidas passadas não é essencial

Essa é a chamada Lei do Esquecimento. No Livro dos Espíritos, em resposta à pergunta 392, nos é explicado. “O homem não pode nem deve saber de tudo. É o que Deus, em sua infinita sabedoria, quer de nós. Se não fosse pelo véu que oculta certas coisas, o homem seria facilmente deslumbrado, como quem passa da luz à escuridão. Graças ao esquecimento, o homem pode ser ele mesmo”.

Os ensinamentos continuam. “Se nos lembrássemos de nossas vidas anteriores, nossa evolução seria mais difícil. Já que seríamos capazes de reconhecer nossos antigos adversários e vítimas, renasceriam rancores e continuaríamos tropeçando. O esquecimento é uma ferramenta de evolução espiritual”.

Um exemplo que sempre uso para ilustrar o tema é o de quando uma mãe ou um pai veem seu filho pela primeira vez. Eles têm a capacidade que amar aquele ser infinitamente, sem conhecer o seu passado ou os seus vícios como espírito. E isso é perfeito para a evolução e para o perdão. as mágoas de outras vidas serão superadas nessa vida atual através do amor. E não pela dor.

Se não me lembro, como posso evoluir?

Já falamos sobre a Lei do Esquecimento e sobre como lembrar de vidas passadas não é essencial. Muitos de nós, irmãos de ideal, ainda têm dúvidas sobre como podemos suportar uma existência cheia de provas. Resultantes de outras vidas se nem mesmo nos lembramos de quem fomos ou dos atos que praticamos. Ou seja… É justo viver uma vida para passar por provas de outras das quais até já nos esquecemos?

Para responder a essa indagação de como lembrar de vidas passadas não é essencial, muito comum em nossas mentes e inquietações, basta pensarmos que não somos um corpo com um espírito. Mas, sim, um espírito – eterno – que está momentaneamente em um corpo. Nossa trajetória, logo, é muito maior do que a que nossa mente, ainda imperfeita, alcança raciocinar.

Simples Raciocínio

Se ainda não ficou fácil entender a Lei do Esquecimento e a evolução, apliquemos o mesmo raciocínio em nossa vida atual. Nós, adultos, não conseguimos nos lembrar de tudo o que vivemos desde que nascemos até hoje, não é verdade? Ainda assim, somos resultados de nossas escolhas e atos passados.

Allan Kardec, na Codificação Espírita, nos diz, através dos guias, que, embora não nos lembremos de tudo aquilo que vivemos em vidas passadas, temos a intuição a respeito de pessoas, lugares e posturas a tomar. Você já sentiu empatia por alguém logo quando se conheceram? E o contrário. Já sentiu que não tem afinidade com alguém sem mesmo conhecê-lo tão bem? Tudo isso pode ser intuições de vidas e experiências passadas.

Há comprovação para a reencarnação?

O homem é um ser que necessita de provas para acreditar no que quer que seja. Quase sempre. Embora a reencarnação seja uma verdade – e até mesmo uma realidade bastante óbvia – para muitos de nós, ainda há aqueles irmãos que nos questionam sobre a existência de provas para a reencarnação.

Veja os artigos abaixo:

As lembranças de vidas passadas são objetos de estudo de muitos cientistas renomados, assim como psiquiatras e médicos. Através do método chamado “regressão” é possível saber quem fomos em outras vidas. Esse recurso pode ser bastante útil para ajudar algumas pessoas que não conseguem se livrar de sentimentos inexplicáveis. Mas deve ser usado com responsabilidade. Já que vimos a importância da Lei do Esquecimento e como lembrar de vidas passadas não é essencial.

Não é preciso recorrer a estudos científicos para comprovarmos a reencarnação. O fenômeno, assim como as lembranças de outras vidas. As vezes nos chegam quando somos crianças, as chamadas “recordações espontâneas” que muitos de nós temos enquanto pequenos. Também temos os conhecidos dejavús, que podem ser sensações experimentadas em outras vidas. A comunicação com os espíritos através da mediunidade também nos ensina muito sobre reencarnação e vidas passadas. Basta estarmos atentos aos nossos próprios sinais e intuições e nos dedicarmos ao estudo da Doutrina.

Se você gostou desse artigo “como lembrar de vidas passadas não é essencial”. .. E assim como nós, desfrutou conversar sobre esse assunto tão importante e essencial para a humanidade, convidamos a seguir o nosso canal. Também receber as novidades de outros artigos como esse. Se deseja indicar esse blog para um amigo, envie a ele nosso endereço. Se preferir, o presenteie com um de nossos audiobooks com lições sobre a Doutrina.

Nos vemos em breve!

shadow-ornament



Entrar Para O Grupo De Membros

 seta-direitaQuero Testar! Ouça Agora e Assine! - Novos artigos e lições transformadoras!!

trofeuSou Leonardo, idealizador do Blog Canoro e quero reiterar meu convite.
Além dos artigos do blog, que são baseados nas dúvidas da nossa comunidade, temos artigos espíritas em áudio também, trechos dos livros de Allan Kardec.

  • Toda segunda-feira um resumos dos novos artigos do Portal Espírita Canoro.
  • Lições exclusivas de livros de Allan Kardec em áudio.

Conhecimento, Evolução, Aprendizado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

arrow
shadow-ornament


Referências:

  • O Livro dos Espíritos
  • A Gênese
  • Doutrina Espírita para Iniciantes

 

0 votes
2017-06-23T14:10:05+00:00
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Reforma Íntima DEFINITIVO