Como saber sobre vidas passadas e quem eu fui

== publicidade ==

Regressão e mensagens espirituais são consideradas formas seguras de como saber sobre vidas passadas. Mas ambas exigem conhecimento maior sobre o espiritismo e reencarnação.

Como criação divina imortal, o espírito acumula ao longo de sua experiência para o processo de evolução muitas vivências ocupando um corpo material. Isso gera uma série de experiências, algumas positivas e outras não, responsáveis por ajustar a moral do indivíduo de acordo com as leis divinas. Gera também uma curiosidade sobre como saber sobre vidas passadas, o que é possível.

Todas as vidas passadas ficam gravadas no perispírito. Nossa memória humana é limitada. Mas a do espírito não. Guardamos o conhecimento claramente e ele volta à tona quando abandonamos o corpo material. Existe sim como saber sobre vidas passadas e em alguns casos pode até ajudar na vivência atual.

Vida e vivência são diferentes

Para aprender como saber sobre vidas passadas é preciso entender um pouco sobre o conceito básico do espiritismo de reencarnação, partilhado por outras religiões. Um espírito é um ser pleno de luz, criado por Deus em sua imagem e semelhante. Mas simples e ignorante. São as experiências ao longo de suas vivências as responsáveis pelo aprendizado espiritual, melhoria da conduta moral e cumprir tarefas de acordo com sua posição no plano espiritual.

como saber sobre vidas passadas e quem eu fui Vida e vivência são diferentes

Vida e vivência são diferentes. O espírito por si só já vive na imortalidade. Enquanto um ser vivo formado por energias (ainda desconhecidas no plano terreno) o espírito vive eternamente. Ao alcançar a sua evolução moral poderá desfrutar do plano espiritual em sua plenitude ao lado de outros espíritos de luz. Desde sua criação o espírito vive, possui uma vida.

Já a vivência é a experiência espiritual a ser desfrutada ocupando um corpo material. Por si só o irmão desencarnado não precisa ocupar uma matéria para ser considerado vivo, apenas o faz por necessidade de suas limitações e adquirir conhecimento. Enquanto seres ignorantes os espíritos necessitam da matéria para aprender mais com seus erros e acertos e assim alcançar a tão necessária evolução. Cada vivência é chamada no kardecismo de reencarnação.

O tempo e a evolução

Poderia o espírito viver apenas em um plano espiritual para sempre? Sim, é o caso de muitos. As colônias são a moradia quando há o desencarne e não há tempo determinado para ficar por lá, podendo ser para toda eternidade dependendo do grau de evolução do irmão de fé espírita. Ele pode ser reenviado para missões tanto como ser de luz (caso de Emmanuel em sua parceria com Allan Kardec, por exemplo) como para novo encarne para ajudar um grupo social ou comunidade.

As vidas passadas formam o acúmulo de conhecimento

Não existe limitação de quantas vezes pode um espírito ocupar um corpo material. Depende da necessidade de cada um, e isso pode ser apenas uma vez ou incontáveis vezes. A reencarnação é um privilégio divino para permitir ao filho de Deus obter conhecimento entre seus semelhantes. A maior parte do espíritos de um mundo compartilham grau semelhante de evolução e por isso aprendem juntos, um ajudando o outro.

Cada reencarnação é responsável pelo avanço de um grau de evolução. O espírito não retrocede, apenas evolui. Muitos entendem a reencarnação como punição, uma forma do espírito ser castigado porque não foi uma boa pessoa em sua vivência anterior. Engano. Sobre isso os irmãos desencarnados já se manisfestaram na obra de Allan Kardec O Livro dos Espíritos na pregunta de número 25.

Como saber sobre vidas passadas e quem eu fui. As vidas passadas formam o acúmulo de conhecimento

“A passagem dos Espíritos pela vida corpórea é necessária, para que eles possam realizar, com a ajuda do elemento material, os propósitos cuja execução Deus lhes confiou. É ainda necessária por eles mesmos, pois a atividade que então se vêem obrigados a desempenhar ajuda-os a desenvolver a inteligência.”

O processo

Buscar conhecimento de como saber sobre vidas passadas é comum. Mas é melhor entender antes porque você teve uma vivência passada. Serviu para a sua evolução, tenha encarnado com um ser apenas de bondade ou cometido vários erros ao longo da jornada. Qualquer atitude tomada ou decisão, seja ela boa ou ruim serve para ajudar na evolução e aquisição de conhecimento.

O processo de reencarnação envolve tanto ganhar conhecimento como corrigir erros de vidas passadas. Na correção o espírito entra em acordo com outros irmãos mais evoluídos para passar por um processo conhecido como expiação ou prova, onde pode encontrar dificuldades na jornada para ultrapassá-las e assim alcançar a sua evolução moral ou vir para reparar erros anteriores com irmãos.

Por que não lembramos de vidas passadas?

Naturalmente este tipo de conhecimento é bloqueado da mente humana. Apesar da capacidade infinita de reter informações e memorizar acontecimentos, o cérebro humano ainda é incapacitado para armazenar todas as informações de uma infinidades de vidas ao longo de milênios de um espírito. Naturalmente não lembramos mesmo querendo buscar como saber sobre vidas passadas.

Seria interessante lembrar de todas as experiências anteriores? Se pensarmos enquanto seres humanos limitados e sedentos por conhecimento sim porque sempre queremos ir mais além. Não é ruim querem aprofundar os conhecimentos sobre o desconhecido. Foi com esta enorme curiosidade que o francês Allan Kardec prosseguiu com as investigações sobre fenômenos paranormais e encontrou em reuniões mediúnicas os espíritos responsáveis por lhe ajudar a montar o pentateuco, as cinco obras mais importantes do kardecismo. E foi graças à curiosidade humana que o espiritismo evoluiu tanto nos últimos 100 anos.

como saber sobre vidas passadas. Por que não lembramos de vidas passadas?

A regra é: se fosse necessário lembramos sobre tudo de vidas passadas o conhecimento seria transmitido naturalmente. Poderíamos fechar os olhos e relembrar fatos anteriores de dois ou mais séculos atrás. Afinal, apesar da pouca idade do corpo material o espírito pode ser idoso. E todos os encarnados no planeta Terra possuem uma longa estrada e compartilham um estágio evolução considerado intermediário.

Por que não saber?

A lembrança clara de vidas passadas é vista como um empecilho para a evolução em muitos casos. Como ainda não somos espíritos evoluídos é comum criar barreiras mentais para o comportamento baseado em ações anteriores. Na nossa vida cotidiana isso acontece muito com experiências de uma mesma vivência, quem dirá relembrando muitos fatos anteriores.

A base sentimental do corpo humano é uma das principais responsáveis por não lembramos claramente sobre vidas passadas. Uma boa parcela de nossa vivência é formada por sentimentalismo e isso atrapalharia em muitos casos a evolução. Saber que você foi uma pessoal a qual fez muito mal para terceiros não é considerado saudável em muitos casos e pode causar pré julgamentos. Em alguns casos até levar à loucura.

== publicidade ==

Muitas doenças mentais são causadas por perturbações de vidas passadas. Alguns espíritos relembram mais claramente sobre outras experiências e acabam modificando seu pensamento e até questionando a realidade. É comum e infelizmente pode atrapalhar a reencarnação atual.

Imagine-se uma pessoa relembrando de fatos claramente sobre vidas anteriores no qual foi um grande assassino. Imagens cortando e partindo corpos quando hoje é um líder de uma religião, por exemplo. Ele possivelmente já pagou por seus pecados. Mas como não há conhecimento sobre o espiritismo pode ser confundido com desejos ou anseios mentais e acabar levando um jovem saudável à loucura.

Como saber sobre vidas passadas?

Naturalmente não é possível lembrar de vidas passadas como já deixamos claro acima. Contudo, existem diversas formas de buscar esse conhecimento. Uma delas é tendo contato com espíritos em reuniões mediúnicas e por meio de revelações de irmãos desencarnados. Caso seja necessário para algum aprendizado os espíritos evoluídos enviam mensagens ou informam algum fato em vida anterior.

Um bom exemplo é um dos maiores exemplos de dedicação ao espiritismo no Brasil. Chico Xavier, autor de mais de vinte obras brasileiras, soube através do seu mentor, o espírito Emmanuel, sobre sua relação com ele em outras vidas. Isso ajudou tanto a tornar a relação mais sincera como provas de reencarnação e outros conhecimentos necessários para o estudo de Chico.

Como saber sobre vidas passadas?

Irmãos desencarnados podem fazer revelações por muitos motivos. No geral são para ajudar a entender alguns propósitos do mundo espiritual e passar por expiações e provas quando há o merecimento da revelação. Para entender um péssimo relacionamento com o filho e tamanha raiva guardada sem motivo pode ser revelado a uma mãe sobre a relação de ambos em outras vidas e a necessidade de virem juntos nessa. Cada caso é avaliado à parte e com cautela.

Auxílio

Os espíritos também podem revelar imagens claras sobre vidas passadas quando é necessário. Na verdade eles não colocam na sua mente, apenas guiam para uma lembrança a qual sempre esteve lá. Mas não foi acessada. Isso acontece quando é necessário. As vezes apenas um irmão desencarnado falando em uma reunião mediúnica provoca a memória e ela vem à tona.

Outra forma de como saber sobre vidas passadas é trabalhar com a memória espiritual através do processo de regressão. A hipinose é uma das formas encontradas pela medicina para isso. Mas existem outros métodos semelhantes envolvendo forma de trabalho parecida responsável por trazes à tona vidas passadas.

A regressão é considerado um método seguro desde que seja orientado por um profissional e os resultados trabalhados com um paciente. Não é indicado tentar  como saber sobre vidas passadas sem atendimento prévio sobre como interpretar os resultados das memórias ou pode gerar perturbação mental. É preciso entender claramente que uma vivência anterior não debe afetar a atual, apenas interpretar-se como um estágio na evolução.

Um dos grandes problemas da regressão é ser trabalhada por não profissionais. Os conhecimentos sobre hipinose e outros métodos para alcançar a regressão estão disponíveis na literatura em grande quantidade. Muitos curiosos querem aprender como saber sobre vidas passadas apenas para ter conhecimento. Mas não estão preparados para recebê-lo. As consequências podem ser desastrosas e causar diversos danos.

Seria o sonho uma lembrança de vidas passadas?

Muitos sonhos com pessoas desconhecidas, fatos não ocorridos e vestindo roupas antigas e até mesmo ocupando um corpo com sexo diferente do atual acabam fazendo alguns acreditar se tratar de uma revelação sobre uma vida passada. É possível. Mas nem sempre.

A mente humana ainda é muito complexa para o homem e não compreendida em sua plenitude. O cérebro traz à tona memórias quando é motivado para isso e por diversas razões as quais não deixam claro um sonho se tratar de memórias de vidas passadas. É preciso interpretar com a ajuda de um especialista e o indicado é não buscar nos sonhos muitas respostas sozinho. Os livros e revistas sobre interpretação de sonhos são em sua maioria fantasiosos e em nada podem ajudar. Escritos por não especialistas são motivadores para a curiosidade humana. Mas sem oferecer conhecimento real do assunto.

Como saber sobre vidas passadas e quem eu fui? Seria o sonho uma lembrança de vidas passadas?

Os sonhos são causados por diversos fatores. Um deles é a associação de experiências do mesmo dia ou temores. Quando há um medo muito grande de uma situação acontecer é comum sonhar com ela repetidas vezes e de formas assustadores. Grávidas, por exemplo, costumam sonhar com um parto mal sucedido e até a morte da criança. Quando há um medo de avião algumas pessoas sonham com uma aeronave caindo sendo passageiro e experimentando sensações tão estranhas a ponto de serem consideradas reais e premonições do futuro.

Os sonhos

Outro ponto importante é sobre fatos vivenciados durante o dia os quais causaram sensações intensas. Eles podem voltar em sonho. É comum sonhar com seu artista preferido quando vai encontrá-lo em breve em um show. Ou assistiu um filme no mesmo dia com ele. Isso não quer dizer que o conheça de uma vida anterior (até mesmo pela idade de ambos em alguns casos) ou tenha uma relação com ele. Este tipo de fenômeno é considerado uma ‘pegadinha mental’. O cérebro quer reviver a sensação de prazer causada por tal personagem e ele pode voltar em imagens mentais durante o sono.

Para como saber sobre vidas passadas em sonhos é preciso analisar cada imagem surgida em uma boa noite de sono e o seu contexto. Como em muitos casos não há memória clara sobre o sonho a análise e interpretação é arriscada. O melhor é viver continuamente sem os riscos de se perturbar com vidas anteriores, seja por fatos negativos ou positivos.

Para conhecer mais sobre a doutrina espírita, acompanhe nosso site.

Referências:

  • Livro dos Espíritos
  • Revista Espírita

 

1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Reforma Íntima DEFINITIVO