Glândula Pineal e Mediunidade, Segredos Revelados

//Glândula Pineal e Mediunidade, Segredos Revelados

Estudos científicos comprovam que a Glândula Pineal é uma porta para o mundo espírita. Conheça a ligação entre a Glândula Pineal e Mediunidade e sua importância para o espiritismo. Saiba ainda o que é glândula pineal, glândula pineal função, glândula pineal hormônios,como ativar a glândula pineal.

Saber Mais

O que é Glândula Pineal?

A medicina define a glândula pineal como uma pequena glândula endócrina localizada no centro do cérebro entre os dois hemisférios. A sua cor é cinza levemente avermelhada e possui centímetros de diâmetro, um pouco maior que o caroço de uma laranja. A glândula pineal e mediunidade possuem uma ligação na comunicabilidade com o mundo espírita.

Glândula pineal função

glandula-pineal-funcao

Glândula Pineal e sua função

De acordo com a anatomia a glândula pineal (também conhecida como epífise) faz parte do hipotálamo. Para ser vista é necessário uma radiografia do crânio não muito detalhada porque ela é facilmente localizada no corpo. Tomografias mostram o que é glândula pineal, a sua dimensão e posição de forma clara também e o trabalho do corpo humano.

Quem descobriu a glândula pineal cientificamente foi Herophilos (335-280 ac.). Ele também é conhecido com o “pai da anatomia” que apenas encontrou um pequeno órgão desconhecido. Os primeiros estudos sobre a relevância da glândula conhecida como pineal e suas funções são do médico grego Claudius Galenus, entre os anos de 130 e 210 D.C.

A Glândula pineal função foi um estudo posterior. Por séculos se acreditou que ela não teria qualquer papel no corpo, assim como é o apêndice.

Glândula pineal hormônios

glandula-pineal-hormonios

Glândula Pineal e hormônios

 

Algumas décadas atrás acreditava-se que a função física da glândula pineal fosse vestigial e nada se sabia sobre glândula pineal e mediunidade. Pra medicina isso quer dizer que ela não tem uma função importante no corpo, assim como o apêndice. Estudos do dermatologista Aaron Lerner, em 1958, da Universidade de Yale, descobriram que a gandula é rica em melatonina.

A melatonina é um hormônio ativado com ausência ou inibição da luz. A sua principal função no corpo humano é causar a indução do sono. Esta é a substância responsável pelas horas de tranquilidade do corpo e do cérebro enquanto o organismo repousa.

Na glândula pineal hormônio melatonina está em muito maior quantidade que em qualquer parte do corpo.

Entender mas sobre a glândula pineal hormônios é entender também sobre a função da melatonina no corpo. A principal finalidade da substância é ajudar a regular os ciclos do sono, o que auxilia nosso corpo a descansar e com isso organizar melhor suas atividades básicas com relação ao funcionamento dos órgãos.

A descoberta da glândula pineal na mediunidade

descoberta-glandula-pineal-relacao-com-mediunidade

A descoberta da glândula pineal na mediunidade

Ao longo dos séculos muitos cientistas renomados se dedicaram a estudar a função da glândula pineal no corpo. Mas paralelamente ao corpo científico, espíritas e médiuns trocavam informações e revelações importantes sobre como a glândula pineal e mediunidade estavam ligados.

Na década de 50 O livro Missionários da Luz, psicografado por Chico Xavier e de autoria do espírito André Luiz, trata de um pequeno órgão localizado na região cerebral responsável por fenômenos nervosos emotivos. A obra ainda cita que seria uma glândula do sistema endócrino com papel fundamental no campo sexual do corpo humano e sua mente espiritual.

Na obra de Chico Xavier temos o relato de uma glândula endócrina ligada a mediunidade por princípios eletromagnéticos do campo vital. Ela comandaria a troca de energias do subconsciente apenas por vontade do indivíduo. A glândula pineal função começou a ser vista como importante para a mediunidade a partir deste momento.

Um pouco mais adiante, em 1964, surge um novo relato sobre a relação de glândulas cerebrais e a mediunidade. Na obra Desenvolvimento Mediúnico, de Edgard Armond, ele relata que durante a atividade mediúnica as glândulas cerebrais seriam ativadas pelo indivíduo. Até o momento não tínhamos um nome sobre que glândulas seriam essas e nem como a glândula pineal hormônios e seus desdobramentos poderiam influenciar no processo de comunicação mediúnica.

No ano de 1969 o escritor Carlos Torres Pastorino descreve de forma bem mais específica qual seria o papel da glândula pineal função no processo de comunicação espiritual. Ela receberia uma corrente energética liberaria outra de frequência diferente. Seria como o funcionamento de um transformador de frequência de energia, importante enquanto a atividade mediúnica acontece.

No Brasil

Os escritores e pesquisadores Francisco Cajazeiras e Nubor Orlando Facure são os responsáveis da maior quantidade de propagação de informação sobre o que é glândula pineal e sua relação com a mediunidade. Eles acreditam que como a glândula é sensível a luz, ela também seria sensível a energias eletromagnéticas.

Para o brasileiro Nubor Facure a produção de melatonina da pineal seria crucial para o processo mediúnico e a principal prova da ligação entre glândula pineal hormônio e mediunidade. O hormônio seria o responsável pela capacidade de domínio temporário do espírito comunicante.

A indução do sono e consequente relaxamento com a troca de energias eletromagnéticas são atividades corporais básicas para o contato dos médiuns com os espíritos e a glândula pineal extremamente ligada a este processo. A glândula pineal hormônio e sua liberação maior de melatonina durante o período de comunicação mediúnica é crucial para este processo.

Pesquisas sobre a glândula pineal e mediunidade (Dr. Sérgio Felipe de Oliveira)

dr-sergio-felipe-de-oliveira-glandula-pineal-mediunidade

Dr. Sérgio Felipe de Oliveira – Glândula Pineal e Mediunidade

Todos os estudiosos citados anteriormente ficaram apenas na base da conjectura. Apenas estudaram teoricamente como a pineal poderia influenciar no contato entre médium e espírito.

O médico brasileiro Felipe Sérgio de Oliveira, pesquisador do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, foi um pouco além da especulação nos estudos sobre glândula pineal e mediunidade. Ele estudou a epífise por meio de difração de raios X e tomografia computadorizada. Tais procedimentos com são considerados base para o estudo cerebral em todo o mundo.

As observações de Oliveira constataram que ao entender o que é glândula pineal, percebeu também que o pequeno órgão possui pequenas estruturas magnéticas responsáveis por repelir campos de energia e absorver outros. São pequenos cristais presentes na glândula que variam tem quantidade de pessoa para pessoa.

Quanto mais cristais uma glândula pineal possui, maior seria a capacidade de captar energia por um indivíduo. De acordo com a observação do médico, isso explica porque algumas pessoas possuem uma mediunidade muito mais aguçada e outras não e prova que glândula pineal e mediunidade estão ligados incriticamente.

Felipe Sérgio de Oliveira é um defensor de que a capacidade mediúnica é totalmente sensorial e necessita de um elemento físico para isso. Necessita de um dispositivo para captar energia e tornar real a capacidade de comunicação com os espíritos e por estudou bastante sobre o que é glândula pineal. O único órgão do corpo humano responsável por esse tipo de troca energética encontrado até o momento é a glândula pineal.

O maior estudo sobre a função da glândula pineal hormônio e troca de energias foi dos cientistas Vollrath e Semm. Em sua publicação na revista Nature, de 1988, uma das maiores do setor científico, eles mostram seus estudos comprovando a função da glândula como conversor de ondas eletromagnéticas em estímulos neuroquímicos.

Como ativar a glândula pineal e mediunidade

 

como-ativar-glandula-pineal

Como ativar Glândula Pineal

Fisicamente a glândula pineal é sensível a qualquer variação energética. Ela não está presente apenas no homem mas também alguns outros animais. Neles ela é responsável pela orientação migratória para locais com temperatura e a ambientação mais agradável para sobrevivência.

Os estudos voltados para o espiritismo trazem como descoberta interessante sobre o que é glândula pineal para os humanos. Ela seria como um receptor de energias extremamente sensível. Os cientistas acreditam que ela não é a atrofia de nenhum órgão, apenas modificou a sua função de um fotoreceptor para um neuroendócrino. Isso quer dizer deixar de reagir de acordo com a luz para se voltar apenas para a atividade cerebral e hormonal.

Entre glândula pineal e mediunidade há uma relação direta e fácil de compreender

Para mediunidade a glândula pineal é apenas um receptor de energia responsável por facilitar a comunicação entre o meio espírita e o médium. É preciso deixar claro que ela não é a única responsável por esta comunicação.

A maior prova disso é que um papagaio possui a pineal mas não consegue se comunicar com os espíritos porque não possui desenvolvimento cerebral suficiente para interpretar a informação.

A gandula seria a responsável por equilibrar o campo eletromagnético e tornar a comunicação para o possível. E como libera a melatonina no corpo, causa o relaxamento do médium. Ele então fica mais apto a receber as mensagens sem interferências de baixa ou alta complexidade. É como se seu cérebro fosse por um tempo induzido a relaxar e se tornaram apenas um receptor de mensagens. E isso não tem relação com glândula pineal hormônio e liberação de melatonina no corpo, é uma função em separado.

A grande verdade é que não há um passo a passo de como ativar a glândula pineal. Este processo físico é involuntário. As energias são recebidas, neuro transmitidas e o contato mediúnico acontece. É importante o médium ficar relaxado e pré disposto à comunicação, mas ela pode ser involuntária sem o controle mental.

Neste momento é extremamente importante o desenvolvimento mediúnico. O trabalho dentro do centro espírita de estudo ajudará no processo de como ativar a glândula pineal. A mediunidade é uma atividade praticamente involuntária porque não podemos controlar a atividade de comunicação, apenas selecionar o momento adequado para que ela aconteça da melhor forma possível.

 

Por que os animais possuem glândula pineal mas não são médiuns?

por-que-os-animais-possuem-glandula-pineal-mas-nao-sao-mediuns

Por que os animais possuem glândula pineal, mas não são médiuns?

A mediunidade não é apenas uma troca de energias e mensagens entre dois mundos. Envolve a capacidade de interpretar a informação e transcrever para um papel ou qualquer outra plataforma(os desenhos e pinturas mediúnicas, por exemplo).

O homem possui na pineal também um comunicador entre a gandula e o córtex cerebral. Este cone é a ponte crucial e responsável pelo recebimento da informação e sua interpretação em algo real. Os animais irracionais não possuem este tipo de desenvolvimento cerebral e por isso não podem se tornar médiuns. Por isso a  glândula pineal e mediunidade são ligadas mas apenas nos indivíduos racionais.

Mas como algumas já sabem animais como cachorro e gato são sensíveis à presença espírita? Porque o significado de “o que é glândula pineal” para eles é diferente. Eles sentem a presença energética mas não conseguem interpretar para que serve tal informação.

Glândula pineal e mediunidade: é uma relação biológica ou espiritual?

glandula-pienal-mediunidade-biologica-espiritual

Glândula pineal e mediunidade: é uma relação biológica ou espiritual?

Esta é uma das discussões mais acaloradas entre medicina e espiritualidade. Afinal, se é uma glândula biológica responsável pela comunicação com o mundo espiritual, então a mediunidade seria uma capacidade física e nada teria relação com a religião. Correto?

Antes de entender sobre glândula pineal e mediunidade primeiramente é preciso voltar para o conceito de mediunidade. Mediunidade é a capacidade humana de interpretar a comunicação com os espíritos.

Esta capacidade é totalmente física porque envolve atividade cerebral responsável por interpretar as mensagens recebidas. Quando dizemos que uma pessoa é cega, por exemplo, estamos dizendo que ela perdeu a capacidade de enxergar, ou seja, seus olhos (se os tiver) não podem receber e interpretar as imagens visualizadas.

Seguindo a linha de pensamento que sem um órgão físico perdemos alguma capacidade. Sem o corpo saber como ativar a glândula pineal  não podemos realizar a troca energética com o meio e por isso não podemos exercer a mediunidade. Logo, podemos dizer que a mediunidade é sim biológica.

Mediunidade e religião, contudo, estão extremamente ligados muito além do corpo. É necessário entender que tipo de informação se está recebendo para poder interpretar da forma correta. Pessoas de todas as religiões podem receber as informações mediúnicas mas os interpretar como ilusões cerebrais.

A relação entre mediunidade e religião merece um estudo muito mais aprofundado porque vai muito além de uma pequena glândula. Qualquer pessoa pode receber mensagens por meio das trocas energéticas proporcionadas pela glândula pineal. A  sua interpretação e a forma correta de como ativar a glândula pineal apenas será correta de acordo com os conceitos pre dispostos no receptor. Se ele acreditar ser apenas imagens meramente liberadas pelo cérebro então não conseguirá interpretar corretamente a sua mediunidade.

shadow-ornament



Entrar Para O Grupo De Membros

 seta-direitaQuero Testar! Ouça Agora e Assine! - Novos artigos e lições transformadoras!!

trofeuSou Leonardo, idealizador do Blog Canoro e quero reiterar meu convite.
Além dos artigos do blog, que são baseados nas dúvidas da nossa comunidade, temos artigos espíritas em áudio também, trechos dos livros de Allan Kardec.

  • Toda segunda-feira um resumos dos novos artigos do Portal Espírita Canoro.
  • Lições exclusivas de livros de Allan Kardec em áudio.

Conhecimento, Evolução, Aprendizado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

arrow
shadow-ornament


Mediunidade e corpo

O grande autor da codificação espírita Allan Kardec sempre foi um defensor da mediunidade como a capacidade física. “A faculdade propriamente dita é orgânica.” (O Livro dos Médiuns, cap. XX.).

Em suas obras ele define atividade mediúnica como uma função orgânica em todos os humanos. O diferenciador é que algumas pessoas possuem mais sensibilidade, outras menos para comunicabilidade com o mundo espiritual.

Tratando a mediunidade como a capacidade física é totalmente aceitável que algumas pessoas sejam mais predispostos que outras. Alguns indivíduos conseguem aguçar alguns sentidos muito mais que outros. Os cegos, por exemplo, possuem uma sociabilidade auditiva muito maior que as pessoas que enxergam. Enquanto os surdo mudos conseguem dançar apenas com a sensibilidade das ondas sonoras.

A diferença de capacidade de interpretação das energias entre mundo espiritual e carnal é perfeitamente aceitável levando adiante conceito que cada pessoa recebe uma informação e desenvolve um sentido de forma diferente.

 A glândula pineal é estimulada por mantras?

glandula-pineal-mediunidade-mantras

A glândula pineal é estimulada por mantras?

É muito comum em algumas religiões algumas pessoas acreditarem entrar em transe quando estão em uma relação constante com seu mantra. O hinduísmo  a entonação de mantras é crucial para o contato espiritual. Ele seria responsável por estimular a glândula pineal também?

Para alguns pesquisadores do universo espírita é possível. Fisicamente a glândula pineal está envolta de uma grande quantidade de líquidos. Eles podem ser estimulados por sons constantes. Se um mantra é forte e constante o suficiente para fazer o líquido cerebral vibrar, poderá sim estimular o funcionamento da pineal.

Esta, contudo, não seria a glândula pineal função primordial no contato espiritual. Pesquisadores acreditam ser apenas uma coincidência que mantra e pineal tenham relação. Os mantras ajudam a entender como ativar a glândula pineal mas não se acredita que foram criados para isso.

Sem a glândula pineal um homem não poderia ser médium?

sem-glandula-pineal-um-homem-nao-poderia-ser-medium

Sem a glândula pineal um homem não poderia ser médium?

Seguindo as pesquisas recentes sim. Até o momento este é o único órgão responsável por captar as energias eletromagnéticas e as transformar em neuro energias e tornar o corpo para disposto a receber as mensagens mediúnicas.

O corpo humano é totalmente sensível a qualquer energia do universo e suas mudanças. Assim como sentimos frio e calor (variações energéticas no ambiente), também sentimos as mudanças no campo magnético ao redor. A glândula pineal função seria mais uma forma de captar esta sensibilidade corporal.

Mas apenas uma gandula extremamente ligada ao cérebro podem interpretar esses sinais e proporcionar o relaxamento necessário para o trabalho de glândula pineal e mediunidade acontecer.

A atividade cerebral da glândula pineal é mais forte em crianças?

glandula-pineal-mediunidade-mais-forte-em-criancas

A atividade cerebral da glândula pineal é mais forte em crianças?

A capacidade mediúnica é muito mais aguçada entre as crianças. Mas isso nada tem relação com a glândula pineal. Tanto em crianças como em adultos o tamanho Seu funcionamento é de igual forma. Com o tempo o órgão vai calcificando mas isso não influencia na mediunidade.

Nas crianças a comunicação mediúnica ocorre extra corpórea. Ela sai do corpo e navega pelo mundo espírita, o que merece um estudo aprofundado. Não possui relação com a  glândula pineal e mediunidade.

Fontes:
  • http://jornalcienciaespirita.spiritualist.one/glandula-pineal-e-mediunidade – Jornal Espírita
  • http://producao.usp.br/handle/BDPI/9346 – Revista da Associação Médica Brasileira
  • http://www.institutochicoxavier.com/index.php/informativo/entrevistas-2/2037-entrevista-com-dr-nubor-orlando-facure – Entrevista Nubor Facure – Instituto Chico Chavier
  • https://www.ippb.org.br/textos/especiais/mythos-editora/pineal-a-uniao-do-corpo-e-da-alma – Artigo Glândula Pienal – A união do corpo e da alma
  • http://bvespirita.com/Psiquiatria%20em%20Face%20da%20Reencarnacao%20(Dr.%20Inacio%20Ferreira).pdf – Psiquiatria em face da Reencarnação
  • http://www.nature.com/nature/journal/v288/n5791/pdf/288607a0.pdf – Revista Nature
  • http://www.oconsolador.com.br/4/especial.html – Artigo da revista O Consolador

 

2 votes
2017-02-27T00:18:59+00:00
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.



O Livro dos Médiuns

Ouvir

O Livro dos Médiuns