Igreja espírita existe?

Tempo de leitura: 12 minutos

O grande autor das obras mais lidas entre os espíritas é Allan Kardec. Ele definia o espiritismo como uma doutrina e não uma religião, e já dai temos algumas diferenças entre o espiritismo e as diversas religiões existentes neste mundo. Um dos diferenciais é o fato do centro espírito não ter igreja espírita, o que não é tão complexo de entender o porquê.

Os centros espíritas são locais para apreender mais sobre a doutrina e a visitação não é obrigatória. Também não há dia santo, data especial da semana reservado ao senhor.

Saber Mais

Espiritismo não possui igreja espírita

Não existe igreja espírita. Para entender um pouco mais sobre esta afirmação é necessário compreender sobre o sentido da palavra ‘igreja’. Na definição do dicionário, igreja é um templo de pregação religiosa. Dentro dos locais onde os espíritas se reúnem não há pregação, tentativa de convencimento ou algum ritual para os seguidores da doutrina. Então não podemos chamar o centro espírita de igreja espírita.

Outra definição encontrada em dicionários se refere a um templo de culto cristão. Neste sentido o espiritismo não cumpre os requisitos para seus espaços serem considerados igrejas. A igreja seria um tempo de cultuamento e adoração a cristo, propagando seus ensinamentos mas também venerando-o. Não existe adorações na doutrina fundada por Allan Kardec.

igreja espírita

O espiritismo (também chamado de Kardecismo por alguns graças ao grande marco que foram as obras de Allan Kardec) acredita na existência de Jesus, um dos grandes personagens da humanidade, como uma pessoa de carne e osso e um grande médium. Na verdade foi o médium mais evoluído que já passou pela Terra. É um filho de Deus como todos nós somos e em alto estágio evolutivo. Não é um santo ou um Deus vivo na terra como algumas pessoas pregam.

Contudo, há um local para estudar a doutrina espírita, aprender um pouco mais sobre diversos temas e desenvolver a mediunidade. Este é chamado de centro espírita e não igreja espírita, um espaço simples em sua estrutura. Sem imagens de santos ou personalidades famosas com a única finalidade de propagar conhecimento sobre o espiritismo para quem já conhece e quer aprender mais ou quer iniciar-se na doutrina.

Como funcionam os centros espíritas?

Os centros espíritas são locais de encontro para estudo da doutrina espírita. Não podem ser chamados de igreja espírita. Um dos pontos principais é prezar por sua simplicidade. Não possuem padrão estrutural e por isso divergem em estrutura. Podem ser edifícios comprados, doados, pequenas salas ou apenas um terraço para reuniões com cadeiras, isso não é importante. O crucial é estar em funcionamento para atender à necessidade de se conhecer mais sobre a doutrina espírita.

Em tais espaços são ofertadas palestras gratuitas sobre diversos temas do universo do espiritismo. Para atendimento do público e disponibilidade da espiritualidade funcionam em dias e horários regulares. E como não há `dia santo’ ou data reservada à igreja espírita, as palestras podem acontecer em dias e horários variados de acordo com a casa. Algumas são à noite, outras à tarde mas sempre em diversos dias da semana.

igreja espírita

Um centro espírita não possui um líder religioso no comando ou tão pouco uma federação reguladora. Alguns comportamentos são adotados por convenção e às vezes a pedido dos espíritos como palestras em dias alternados. Possui um diretor apenas para finalidades administrativas. Uma vez que estamos no tempo terreno temos leis humanas a obedecer como pagamento dos serviços de água e luz, segurança dos bens materiais da instituição, dentre outros. Todo grupo social possui um líder para organizar as atividades e com esse não seria diferente.

Palestrante espírita não é padre ou pastor

Quem explica a temática nas palestras nos centros espíritas em todo o mundo é chamado de palestrante. Mas este não é um líder religioso. É apenas um seguidor da doutrina espírita com um pouco mais de conhecimento sobre a doutrina, com o dom da fala e dominando a arte dos discurso. Por suas habilidades em palestras acaba sendo encaminhado a subir ao púlpito e explicar um determinado tema.

As palestras são gratuitas e costumam variar de tema. Podem ter duração entre meia hora ou acordo com a necessidade da casa ou do palestrante. No geral a programação é mensal e divulgada no começo do mês mas nem sempre é seguida. Alguns pedidos espirituais para a mudança do tema acontecem.

Contrariando o conceito mais uma vez de outras religiões a casa espírita não é solo sagrado. Não é necessário uma roupa especial (apenas mantendo a moral dos bons costumes sociais) ou há proibições de quem pode ou não entrar. Não existe, por exemplo, a necessidade de ser batizado. Até porque não existe batismo no espiritismo. Pode ir a convite de alguém ou sozinho.

Trabalhos espirituais são realizados nos centros espíritas

Com a ajuda e influência dos espíritos, um dos grandes acontecimentos dentro dos espíritas são os trabalhos. São locais onde acontecem também o passe para troca de energias e purificação, as reuniões mediúnicas e outros projetos. Nem todos os centros mantém as mesmas atividades de estudo e experimentação mas costumam ser semelhantes.

Se estivéssemos seguindo o conceito de atribuir o termo de uma igreja espírita para um centro a casa seria limitada a algumas atividades. Ela não teria trabalhos como os realizados em favor e por coordenação do espíritos. São a parte mais importante da casa e de grande ajuda aos irmãos encarnados e desencarnados.

As reuniões mediúnicas são realizadas com uma certa frequência para quem necessita de ajuda. No geral são trabalhos de desobsessão, quando irmãos desencarnados em estado de extrema perturbação começam a interferir na vivência em seus conhecidos ainda encarnados. As reuniões ajudam aos obsessores entender a sua condição e os ajudar a encontrar o caminho da paz e sossego para a sua própria evolução.

Evangelização para crianças é um dos trabalhos do centro espíritas

Apesar de um centro não ser uma igreja espírita possui alguns trabalhos semelhantes com igrejas de segmentos diversificados. Um deles é o de ensinar as crianças e as encaminhar para a doutrina. Este tipo de estudo é chamado de evangelização. É realizado semanalmente (ou com qual frequência o centro puder realizar) apenas com crianças e jovens.

No geral são trabalhadores da própria casa com conhecimento e habilidade com o público infantil os responsáveis por ministrar as aulas para as crianças. Os ensinamentos são passados por atividades lúdicas, na maior parte das vezes sem livros e de acordo com a faixa etária. Há muito desenho, pintura e atividades para entreter o público infantil e também adquirir conhecimento.

igreja espírita

A evangelização não é um trabalho exclusivo dos centros ou igreja espírita se assim você quiser chamar. Praticamente todas as religiões possuem alguma atividade semelhante para ajudar no direcionamento da conduta religiosa das crianças. Quando os pais são de uma religião costumam colocar seus filhos no mesmo ambiente para orientar seus filhos, sobrinhos e afins.

Centros espíritas realizam trabalho de caridade

Não seria correto chamar de igreja espírita uma casa espírita mas isso não a isenta do seu valor social. É necessário amar ao próximo como a si mesmo, pois somos filhos do mesmo pai e da mesma mãe. Com isso os trabalhos de caridade são muito fortes na comunidade espírita.

Um dos mais conhecidos é a arrecadação de alimentos (ou valores em dinheiro) na Campanha do Quilo. O arrecadado será utilizado em cestas básicas para instituições ou comunidades carentes. As mais, dependendo do que foi instituído e organizado pela casa espírita. Qualquer um pode participar não importa a idade ou grau de evolução. O importante é respeitar apenas o espaço (não como sagrado, mas respeito ao próximo) e não atrapalha o estudo dos outros. Crianças de colo não são proibidas, mas podem atrapalhar a explanação do palestrante.

Ser um palestrante espírita não exige nenhuma formação em especial. Pode ser alguém com muito tempo de casa ou não. Basta ter conhecimento sobre o tema e saber passar o conteúdo adiante para ajudar os irmãos a compreender ainda mais sobre a doutrina. Os temas são selecionados de ações podem ser feitas com trabalhadores da casa indo de porta em porta, em sinais de trânsito ou em alguns pontos de coleta.

A sopa para comunidades carentes e os moradores de rua também é um trabalho muito pertinente entre os trabalhos em como uma boa igreja espírita deve ser. Alimentos e pães podem ser fruto de doação ou arrecadados entre os membros da comunidade. São servidos em dias e horários pré marcados para pessoas que muitas vezes não realizaram uma única refeição naquele dia.

Outros trabalhos de caridade conhecidos na comunidade espírita são:
  • Arrecadação de roupas usadas para doação;
  • Doação de leite para lactantes;
  • Doação de enxoval para gestantes;
  • Dentre outros.

Apesar de o Brasil ser considerado um país laico, onde é livre a expressão religiosa e haver uma separação entre Igreja e Estado, muitos dos feriados nacionais são católicos. Existem os padroeiros das cidades, os eventos considerados importantes para a Igreja Católica Apostólica Romana e validados pelo Estado brasileiro desde a sua formação enquanto no regime republicano. O mesmo comportamento é seguido por algumas religiões. O espiritismo é diferente.

Todas as pessoas, famílias e grupos sociais possuem datas importantes as quais celebrar. São de grau de importância pessoal e não feriados nacionais como aniversário de casamento, de noivado, o dia que largou o cigarro, dentre outras. Para o espíritas há algumas datas importantes mas apenas em cunho pessoal e não há a necessidade de deixar de trabalhar ou estudar em tais eventos.

Não existe no espiritismo ou na igreja espírita um Dia dedicado ao Senhor, por exemplo. No catolicismo é o domingo, o qual não há trabalho e deve ser de total dedicação à missão e encontro familiar. Entre os adventistas e alguns ortodoxos não é permitido trabalhar ou estudar entre o pôr do sol da sexta e do sábado.

Os judeus e adventistas creem no sábado como um dia sagrado porque é o dia em que Jesus descansou. A data sagrada é guardada nas duas religiões e suas derivadas por todos os membros. Já houve casos na justiça da trabalhista de ações contra empresas sendo obrigadas a permitir a resguarda do dia e abstenção das funções no trabalho em pró da religião.

shadow-ornament



Entrar Para O Grupo De Membros

 seta-direitaQuero Testar! Ouça Agora e Assine! - Novos artigos e lições transformadoras!!

trofeuSou Leonardo, idealizador do Blog Canoro e quero reiterar meu convite.
Além dos artigos do blog, que são baseados nas dúvidas da nossa comunidade, temos artigos espíritas em áudio também, trechos dos livros de Allan Kardec.

  • Toda segunda-feira um resumos dos novos artigos do Portal Espírita Canoro.
  • Lições exclusivas de livros de Allan Kardec em áudio.

Conhecimento, Evolução, Aprendizado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

arrow
shadow-ornament


Existem dias de resguardo no espiritismo?

Os espíritas acreditam que as leis divinas regem o mundo e o Deus criador e todo poderoso não precisa de um dia especial ou data para comemoração. Não há dia de resguardo, pode-se trabalhar todos os dias, estudar e sair de casa sem qualquer preocupação. As datas comemorativas são apenas celebrações pessoais como o lançamento de O Livro dos Espíritos, a data de falecimento de Allan Kardec, a chegada do espiritismo no Brasil, dentre outras. Não são feriados nacionais e tão pouco houve pedidos para isso.

Também não há datas em homenagens a santos porque no kardecismo não há a adoração a imagens. Os espíritos que por aqui passaram com grandes feitos são considerados médiuns e não santos, pessoas de carne e osso com a mediunidade aguçada mas nada além de seres buscando a perfeição e melhoria da moral como todos os outros.

Igreja não é a religião

É comum a muitos tratar a igreja como se fosse a religião em si. São diferentes. Ir à igreja é apenas um vício de linguagem. A igreja é o espaço físico e não a religião em si. As normas adotadas para aquele espaço podem ser as mesmas em outros, mesmo sendo de uma mesma religião.

Os cultos de uma igreja evangélica, por exemplo, de um determinado endereço podem ser sempre domingo às 7h. Mas podem ser modificados para outros horários em outros bairros. A estrutura pode ser diferente. Quando falamos em igreja estamos nos referindo apenas ao espaço onde a veneração e outros eventos acontecem.

Em alguns pontos igreja e centro espírita são iguais

Mesmo sem serem coordenados por líderes religiosos, sem padrões, os centros espíritas possuem pontos em comum com outras religiões. Não devem levar o título de igreja espírita podem o propósito do local é auxiliar nos estudos da doutrina, mas mostramos acima que muitos pontos são semelhantes.

Os dois espaços possuem como propósito acolher os irmãos de fé, também dá conforto e explicações sobre as crenças. Também praticam o bem e buscam conforto religioso, um conceito para seguir.

Gostou deste artigo? Clique aqui e veja muito mais sobre a doutrina espírita.

Referências:
  • Revista Espírita
0 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.