O amor de vidas passadas espiritismo existe?

O amor de vidas passadas espiritismo existe?

//O amor de vidas passadas espiritismo existe?

O amor de vidas passadas espiritismo é uma relação entre dois espíritos intensa a qual deixou marcas. Mas isso não significa que voltem juntos para serem mais uma vez casal ou parentes.

A literatura e o espiritismo retratam de forma mágica o amor além de uma encarnação. Duas almas supostamente se encontrariam em outra vida e continuaram o romance de outra reencarnação, formando assim o par perfeito. Isso é real? Os românticos alimentam a possibilidade. Mas alguns mitos envolvem o amor de vidas passadas espiritismo. Existe a possibilidade de um reencontro. Mas não como relatado nas obras da sétima arte.

Saber Mais

 O que é o amor para o espiritismo?

O amor é um dos sentimentos mais fortes do universo. É compartilhado por todas as religiões e costuma unir almas no plano carnal e no espiritual. O que poucas pessoas conhecem é a existência de vários tipos de amor e suas manifestações. O principal é o de Deus de todos os seus filhos; suas criações e de todos os irmãos um com os outros. Somos todos filhos do mesmo criador e por isso devemos manifestas a forma de amor mais sublime e pura.

Existem vários tipos de manifestação de sentimento por uma pessoa. No mundo terreno classificamos a divisão entre amizade, paixão, laços familiares e amor. A amizade podemos sentir por qualquer pessoa, um sentimento de companheirismo por outro de forma intensa ou amena. Já a paixão é algo muito mais intenso e envolve desejo carnal e uma vontade enorme de ficar junto.

O amor de vidas passadas espiritismo existe? O que é o amor para o espiritismo?

Os laços familiares são relacionados com o sanguíneos. Mas para o espiritismo pouco importam. É um conceito dos seres humanos deste plano, no qual pessoas de uma mesma descendência devem se unir porque são ligados pelo nascimento e origens. O amor é algo superior a todos esses conceitos e considerado por algumas religiões eterno e imutável.

O amor de vidas passadas espiritismo é uma manifestação de uma das formas de amor ao próximo. Mas com uma afinidade muito mais intensa entre dois espíritos. Está em segundo plano para o kardecismo porque o mais importante é o amor ao próximo porque somos todos filhos do mesmo criador. Mas pode-se amar alguém para uma existência única ou outras existências, o conhecido amor carnal, o qual gera casamentos e filhos.

O que é o amor de vidas passadas espiritismo?

Entendendo as diversas formas de amar uma pessoa é possível compreender um pouco melhor sobre amor de vidas passadas espiritismo. Existem pessoas as quais se gostam por tanta afinidade e possuem sintonia energética tão intensa a ponto de se sentirem bem juntas mesmo se conhecendo há apenas um dia. Também querem vivenciar experiências por milênios mesmo nao sabendo do passado um do outro. Essas são conhecidas como almas gêmeas.

A relação entre dois espíritos de forma intensa e pura é considerada amor. A expressão do sentimento acontece com um desejo intenso de estar junto, compartilhar momentos e formar uma união entre casais pode ser definida como amor. E isso gera uma história durante uma encarnação a qual pode perdurar pela eternidade quando são espíritos afins. Também significa querer bem e desejar sempre o melhor mesmo acreditando o outro não merecer.

O que é o amor de vidas passadas espiritismo?

Quando dois espíritos possuem uma enorme afinidade dizemos que são almas gêmeas. Neste caso eles se sentem unidos. Mas não são divisão de um mesmo espírito como algumas religiões pregam ou livros espiritualistas. São apenas dois espíritos com sintonia energética intensa os quais se sentem bem juntos e com desejo de compartilhar experiências. Eles podem se casar ou não e continuam sendo almas gêmeas.

O espiritismo acredita no amor entre dois espíritos como seres os quais compartilham a criação e vão viver plenamente. Sentir amor pelo outro e abandonar pensamentos negativos, além de saber perdoar, é considerado um avanço moral para a doutrina e digno de aplausos e benção. Amar o outro mesmo sem ter recebido nada em troca é o básico do amor ao próximo pregado pela doutrina espírita.

Posso encontrar um amor de vidas passadas espiritismo?

A reencarnação é um merecimento de cada um e uma necessidade. O desencarnado pode voltar a ocupar um corpo material de houver necessidade. No momento do nascimento começa uma nova experiência, uma nova vivência para o avanço moral daquele espírito. As condições as quais ele volta depende de seu merecimento moral, de suas necessidades de evolução e expiações e provas.

Pode um espírito voltar a viver no mesmo núcleo espiritual e manter os laços de sangue? Sim, e continuar a história com aquela família. Não são casos raros e nem tão pouco exceções, apenas necessidade daquele núcleo de pessoas ou do novo reencarnado. Mas o reencontro entre os parentes de sangue pode nunca acontecer também no plano terreno.

Posso encontrar um amor de vidas passadas espiritismo?

A ideia romântica de duas pessoas vivendo juntas por toda uma eternidade e voltando a ocupar um corpo material, reencontrando-se como amigos e voltando a casar e ter filhos é muito difundida nos filmes e na literatura. De verdade sobre este tipo de estória há pouco. Há sim casos de casais os quais viveram por longos anos (na contagem terrena) e se apaixonaram novamente em outra reencarnação como outros os quais formavam uma dupla em perfeita sintonia. Mas nunca mais reencarnaram juntos.

Outros mitos de amor de vidas passadas espiritismo é um pai desencarnar e voltar como um animal para viver na mesma família. Os animais são seres primitivos, espíritos os quais não possuem a mesma composição dos demais e não podem receber espíritos evoluídos. Um pai ou uma mãe voltar como um animal não é possível segundo a doutrina espírita.

Amor de vidas passadas espiritismo entre parentes

Quando se fala de amor de vidas passadas espiritismo comumente a associação é entre um casal o qual casou, teve filhos e constituiu uma família. Esta é uma das formas de desfrutar de um dos sentimentos mais fortes do universo. Mas não a única. Há também a afinidade espiritual desfrutada entre dois espíritos a ponto de se sentirem unidos por laços além sangue no plano espiritual. Um dos maiores exemplos são os amores familiares.

Dentro do conceito de amor para o kardecismo ainda o amor amor maternal e aos filhos. O Livro dos Espíritos define estas duas expressões de sentimento como instintivo, fruto da natureza humana. Na resposta de número 805 os irmãos desencarnados falam com Kardec sobre o assunto. “No animal, esse amor é limitado às necessidades materiais: cessa quando os cuidados se tornam inúteis. No homem, ele persiste por toda vida e comporta um devotamento e uma abnegação que constituem virtudes; sobrevive mesmo à própria morte, acompanhando o filho além da tumba. Vedes que há nele alguma coisa mais do que no animal.”

Em primeiro momento uma mãe ama seu filho por seu instinto animal (somos todos animais, porém racionais) de preservar sua cria para a continuidade da espécie. Quando a criança cresce e não necessita mais de sua proteção o amor é puro, eterno, diferenciado de apenas uma reação do corpo para proteger o mais fraco. Tais laços podem durar muito além de uma encarnação.

Amor de vidas passadas espiritismo entre parentes

Por sermos todos filhos do mesmo criador, criados simples e ignorantes, os espíritos são todos irmãos. A convenção de pai, filho, irmão e primo é social e da natureza humana com uma extrema necessidade de rótulos para se organizar moral e civicamente. Para o espiritismo não existe nenhum desses laços. Mas devem ser respeitados de acordo com as leis terrenas.

Pais e filhos e irmãos podem se amar com intensidade enquanto encarnados. Mas este sentimento diminui bastante de intensidade quando chegam ao plano espiritual. Isso porque enquanto ocupamos um corpo material as incertezas de uma vida além do corpo são comuns e esta perdura como a única existência. A compreensão da plenitude de reencarnações as quais um espírito pode ter deixar claro que os laços são passageiros.

A afinidade sanguínea pelo tempo de convivência e sentimento de querer bem a um espírito o qual conviveu por uma vida inteira perduram. É um das formas de  amor de vidas passadas espiritismo a qual o espírito vai lembrar além da eternidade. Mas é passageiro e com certeza será menos intenso no desencarne. Mas os desejos carnais (incluindo os sexuais) vão embora no momento do desencarne porque não há mais a necessidade de procriação. Um espírito não gera outra vida, apenas Deus.

Vale aqui um pouco de reflexão para fixar este entendimento. Ao longo das reencarnações em um mesmo planeta acumulados uma infinidade de gerações, familiares e laços sanguíneos. Tivemos alguns pais e algumas mães. Eles deixam de ser únicos e razão de existência quando entendemos que já tivemos outras mães, outros irmãos enquanto encarnados. Continuamos amando. Mas não de uma forma tão intensa e desnecessária. São irmãos como todos os outros, filhos de Deus, e devem ser amados. Mas não como únicos pais e únicos irmãos do universo.

Nem sempre amor de vidas passadas espiritismo são entre casais

O espírito é compostos de energias desconhecidas para o homem. É imortal e nem pode-se datar a sua idade precisamente (ao menos não em tempo terreno). Não possui sexo, esta é apenas uma determinação biológica quando ocupa um corpo material e neste planeta. Em outros mundos poderia viver em sua forma original sem problemas.

Por não ter sexo biológico como conhecemos (homem e mulher) a reencarnação pode acontecer para o espírito de diversas formas. Ele pode voltar como homem como foi em outra vida ou como mulher. Logo, isso acaba com a ideia de amor de vidas passadas espiritismo ser apenas formado entre casais. É muito comum a mudança de sexo por fatores diversos e nem sempre a sua alma gêmea também vem no sexo oposto para formar o par perfeito, por assim dizer.

As leis divinas da reencarnação funcionam de uma forma diferenciada do raciocínio humano e muitos conceitos não podemos compreender por não termos a capacidade necessária para isso. A determinação de qual sexo terei na próxima reencarnação não é um fator exato e por isso não é certeza de voltar a se unir com o mesmo parceiro desta vivência.

Nem sempre amor de vidas passadas espiritismo são entre casais

Logo, sem sempre os casais vão se formar novamente. Mas o amor de vidas passadas espiritismo pode continuar unido de outras formas. Por sermos todos irmãos e necessitarmos ajudar uns aos outros no princípio máximo de caridade, além do desejo de reparação de algumas más condutas de vidas anteriores, podemos vir unidos em diversos graus sanguíneos. O seu marido nesta vida, por exemplo, pode se tornar seu filho ou sobrinho em uma próxima experiência na Terra.

A necessidade de laços carnais é um desejo intenso enquanto ocupamos o corpo material. Com o conhecimento revelado no plano espiritual em sua plenitude tudo fica mais claro, e uma das grandes revelações é a necessidade intensa de estar com seu parceiro o qual desfrutou a troca de alianças por uma longa data. Desejos de dormir junto, segurar as mãos e abraçar com o tempo se dissipam porque compreendemos servirmos para um bem muito maior de existência.

Se houver necessidade o amor de vidas passadas espiritismo pode reencarnar junto. Podem vir no mesmo sexo e se tornarem marido e mulher ou como mãe e filho, vizinhos, amigos, dentre outras formas. Não há como afirmar os tipos de relacionamento futuros porque não há um futuro traçado como algumas pessoas imaginam.

Podemos lembrar de amor de vidas passadas espiritismo?

Naturalmente não relembramos de reencarnações. Mas é comum sentir afinidade quando vivenciamos experiências anteriores juntos. São quando duas pessoas se encontram ao acaso e em poucos minutos sentem como se conhecessem há anos. Ou dois desconhecidos em uma mesa de bar se sentem muito bem juntos como se já tivessem vivido por muito tempo junto.

Saber informações de  amor de vidas passadas espiritismo não é uma ciência exata. As vezes os espíritos desencarnados fazem revelações sobre uma reencarnação se for necessário para a evolução de um irmão encarnado. Assim, acabam contando sobre algum relacionamento de casal o qual continua junto. Mas não é certo. Depende da necessidade e da permissão dos espíritos evoluídos para isso.

Para conhecer mais sobre a doutrina, acesse e acompanhe nosso site.

 

shadow-ornament



Entrar Para O Grupo De Membros

 seta-direitaQuero Testar! Ouça Agora e Assine! - Novos artigos e lições transformadoras!!

trofeuSou Leonardo, idealizador do Blog Canoro e quero reiterar meu convite.
Além dos artigos do blog, que são baseados nas dúvidas da nossa comunidade, temos artigos espíritas em áudio também, trechos dos livros de Allan Kardec.

  • Toda segunda-feira um resumos dos novos artigos do Portal Espírita Canoro.
  • Lições exclusivas de livros de Allan Kardec em áudio.

Conhecimento, Evolução, Aprendizado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

arrow
shadow-ornament


Referências:

  • Livro dos Espíritos
0 votes
2017-07-06T23:48:40+00:00
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Reforma Íntima DEFINITIVO